O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

Como combater a obesidade infantil? Taxar refrigerantes e usar o dinheiro para promover o exercício

18 ago, 2016 - 12:49

Quase um terço das crianças inglesas tem excesso de peso ou são obesas.
A+ / A-

O Reino Unido lançou uma estratégia destinada a reduzir a obesidade infantil: um novo imposto sobre as empresas de refrigerantes e bebidas açucaradas vai financiar um programa de exercício físico nas escolas.

Quase um terço das crianças inglesas, entre os dois e os 15 anos, tem excesso de peso ou são obesas, segundo os últimos dados.

Theresa May, primeira-ministra britânica, defende que as crianças em idade escolar devem praticar, pelo menos, 30 minutos de exercício para combater a obesidade.

O Governo de Londres vai assim aumentar os impostos sobre as empresas que vendem refrigerantes e bebidas açucaradas, para depois investir esse dinheiro em programas para incentivar a actividade física e dietas equilibradas para as crianças em idade escolar.

A nível de produção, as empresas devem cortar no teor de açúcar nos cereais e bolachas em 5% até Março de 2018, e até 2021 diminuir 15%.

Para a subsecretária de Estado para os Serviços de Saúde, Nicola Blackwood, com a nova estratégia vai-se notar “uma enorme diferença na saúde das crianças”, cita o “The Sun”.

Ao mesmo jornal, um representante da associação de refrigerantes, Gavin Partington disse que “dada a incerteza económica que o país enfrenta estão desapontados com o Governo. Esta medida irá eliminar milhares de postos de trabalho".

O alerta já veio da Organização Mundial de Saúde (OMS). As projecções mostram que a Europa vai enfrentar uma epidemia de obesidade dentro de 15 anos.

Em Portugal, o Governo decidiu banir das instituições do Serviço Nacional de Saúde (SNS) as máquinas automáticas com alimentos de elevado teor de açúcar e sal.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Miguel
    14 out, 2016 Faro 16:23
    Como combater a obesidade infantil? - Simples, começar por educar os pais porque introduzir taxas não resolve o problema
  • Miguel
    18 ago, 2016 Faro 16:53
    Não vai resultar porque os miudos começam aos berros e os pais vão a correr comprar o que eles querem.....
  • fernando jesus
    18 ago, 2016 nogueira da regedoura 15:45
    tenho 52 anos, na minha infância os doces eram a base de açúcar e refrigerantes com gás e eu era magro, pois!... eu naquele tempo não tinha telemóvel, ps3 ou computador e passava o tempo com os meus amigos na rua a correr etc..., hoje os miúdos só estão sentados ao telemóvel e computador, a solução? mais aulas obrigatórias a semana e ao sábado de educação física, não é o que comem mas sim o facto de não se mexerem que engordam, tudo que digam fora deste mapa real da vida é falso.
  • Alexandra Rebelo
    18 ago, 2016 Setúbal 14:57
    Nos supermercados retirar as gulodices que estão perto das caixas de pagamento.
  • AM
    18 ago, 2016 14:56
    Boa ideia para dar cabo do negócio...
  • filipe
    18 ago, 2016 évora 14:46
    As crianças hoje pese embora a quantidade de alimentos ricos em hidratos de carbono e/ou gorduras , no total diário , conseguem ingerir menos calorias que as crianças de à 30 anos a esta parte . Antigamente ? ... comia-se mais ... sopas ... carnes vermelhas ... pão com fartura .... queijos ... gordura animal e havia pobreza . Antes , acordava-se nas férias e brincava-se nas ruas até o Sol se pôr ... de noite no verão ... igualmente . Contabilizando , queimavam-se as calorias todas e parecia-se um esfomeado . Hoje , praticam-se as brincadeiras nos sofás e come-se nos sofás . Não se queima nada ... só os dedos a mexerem nos telemóveis e teclados de pc mexem . Nas escolas , antes de irem ... estão horas ao espelhos para irem vestidas e vestidos como se fossem para os cabaret´s da noite , quase nuas e cheias de atestados médicos para não praticarem educação física . É isto que provoca a gordura que as focas sonham ter !