A+ / A-

"Que Coisas São as Nuvens", de Tolentino Mendonça, vence Grande Prémio de Literatura para crónica

27 abr, 2016 - 12:35

O livro foi escolhido por unanimidade pelo júri, que lhe gaba a "notável abrangência temática e ideológica".
A+ / A-

Veja também:


O escritor José Tolentino Mendonça venceu a 1.ª edição do Grande Prémio de Literatura Associação Portuguesa de Escritores (APE)/Câmara de Loulé - Crónica e Dispersos Literários, foi anunciado esta quarta-feira.

De acordo com a APE, o prémio, no valor de 10 mil euros, foi atribuído ao livro "Que coisas são as nuvens", de José Tolentino Mendonça, que reúne textos publicados no semanário "Expresso".

O júri, constituído por Casimiro de Brito, José Ribeiro Ferreira e José Cândido Oliveira Martins, decidiu atribuir o prémio por unanimidade, "dadas as qualidades múltiplas da obra: a notável abrangência temática e ideológica; a oportunidade e intemporalidade de uma reflexão sobre a cultura contemporânea”.

Poeta, sacerdote e professor, José Tolentino Mendonça nasceu em 1965, na Ilha da Madeira, doutorou-se em Teologia Bíblica em Roma, regressando a Lisboa, onde se tornou capelão e docente da cadeira de Teologia Bíblica na Universidade Católica.

Nesta 1.ª edição da Grande Prémio de Literatura – Crónica e Dispersos Literários, instituído pela Associação Portuguesa de Escritores com o patrocínio da Câmara de Loulé, concorreram, a título excepcional, obras publicadas nos anos de 2014 e 2015.

A cerimónia de entrega do prémio terá lugar no Dia do Município, 5 de Maio, pelas 12h00, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, em Loulé.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.