O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Verão com portagens mais baratas no interior do país

26 abr, 2016 - 11:05

Informação foi confirmada pelo ministro Pedro Marques na comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas.
A+ / A-

O preço das portagens nas auto-estradas do interior vai baixar até ao Verão, confirmou o ministro do Planeamento e das Infra-estruturas, que explicou que a redução não é imediata por ser necessário negociar com a concessionária da A23.

Na comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas, Pedro Marques disse que o ministério concluiu o trabalho preparatório e está em condições para avançar com a redução das portagens para promover a mobilidade no interior, intenção que tinha manifestado desde o início do mandato.

"Contudo, tivemos uma surpresa negativa: a renegociação da A23 [entre Torres Novas e a Guarda], realizada pelo executivo anterior, passou as receitas de portagem para o concessionário e o Estado tem agora que iniciar uma renegociação com o concessionário. Estamos amarrados", declarou esta terça-feira, admitindo "porventura custos associados" a uma nova alteração do contrato.

Ainda assim, Pedro Marques acredita que no Verão as portagens no interior já terão uma nova tabela de preços.

Pedro Marques reafirmou no parlamento que o Governo de Passos Coelho não deixou estudos concluídos sobre a revisão das portagens no sentido de fazer uma discriminação positiva para as vias situadas em áreas mais deprimidas economicamente.

No dia 20 de Abril, o “Jornal de Notícias” noticiou que o Governo ia anunciar "até ao próximo verão descontos generalizados nas ex-scut do interior do país".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Alfa Lima
    30 abr, 2016 Santo António dos Cavaleiros 20:27
    Estou a ver: Uns usam e os outros.pagam!
  • burro
    26 abr, 2016 bragança 17:40
    Claro que nós só contamos para votar eu acho muito bem que as portagens ou sejam corretamente colocadas em todo os país deixem de existir esses malditos pórticos que apenas servem para chatear e se temos que pagar seja por igual pois para os impostos também servimos e tratem-nos de igual em todo o país pois no norte não somos de 2ª antes pelo contrário este governo está a sair melhor com a encomenda rua com eles e rápido senão somos comidos vivos
  • vic
    26 abr, 2016 Coimbra 17:21
    Se vão baixar as portagens, logo de seguida sobem o imposto especial dos combustiveis
  • Pinto
    26 abr, 2016 Custoias 17:18
    As SCUTS não devem ser pagas. são ruinosas, Os portugueses saíram a perder com a renegociação das antigas SCUT. O tribunal de Contas concluiu, em relatório, os contribuintes passaram a desembolsar mais dinheiro para as estradas e pagam de três maneiras: com portagens, impostos que financiam o modelo rodoviário e sempre que abastecem o automóvel, uma parte da factura serve para financiar a empresa Estradas de Portugal. As SCUTS são um roubo aos automobilistas, estas estradas foram construídas com dinheiros da UE . As portagens nas SCUTS são ilegais.
  • Pinto
    26 abr, 2016 Custoias 17:13
    As SCUTS não devem ser pagas. são ruinosas, Os portugueses saíram a perder com a renegociação das antigas SCUT. O tribunal de Contas concluiu, em relatório, os contribuintes passaram a desembolsar mais dinheiro para as estradas e pagam de três maneiras: com portagens, impostos que financiam o modelo rodoviário e sempre que abastecem o automóvel, uma parte da factura serve para financiar a empresa Estradas de Portugal. As SCUTS são um roubo aos automobilistas, estas estradas foram construídas com dinheiros da UE . As portagens nas SCUTS são ilegais.
  • Petervlg
    26 abr, 2016 Trofa 15:48
    Mais uma vez o governo a fazer distinção dos Portugueses, se é para se pagar metade que seja por todo Portugal e não só para alguns.
  • Bento Fidalgo
    26 abr, 2016 Agualva 12:14
    É por isso que deveria ser incluído, na constituição, um anexo sócio economico que limitasse o número de anos destes contratos e, para se poder amplia-los para mais anos seria necessário o aval dos partidos na oposição. Assim todos seriam responsabilizados e poderia haver então planos ou consensos a médio e longo prazo.
  • MARIA
    26 abr, 2016 Matosinhos 12:00
    O PERCURSO NA A23,CHEGA AO RÍDICULO DE NUM DOS PÓRTICOS COBRAREM 0,05 CENTIMOS!!!. TEM SINALIZAÇÃO DE BOMBAS DE GASOLINA QUE NÃO EXISTEM, MAIS DO QUE UMA INDICAÇÃO. DEVIAM RESPONSABILIZAR O CONCESSIONÁRIO!!
  • augusto
    26 abr, 2016 castelo branco 11:54
    Mais barato é ir pelas nacionais , estas vias que chamam autoestradas não passam de isso mesmo OBRIGADO NÃO GASTO
  • Santos
    26 abr, 2016 11:46
    Seria bom um selo para todas as autoestradas.