A+ / A-

Papa compara atentados de Bruxelas à traição de Judas a Cristo

24 mar, 2016 - 17:07

Francisco lavou os pés a um grupo de refugiados e refugiadas nesta Quinta-Feira Santa.
A+ / A-
Papa compara atentados de Bruxelas à traição de Judas a Cristo
Papa compara atentados de Bruxelas à traição de Judas a Cristo

O Papa Francisco compara os atentados desta semana em Bruxelas com a traição de Judas a Jesus Cristo.

“Há dois dias houve um gesto de guerra de destruição numa cidade da Europa por gente que não quer viver em paz. Mas por detrás daquele gesto, como atrás de Judas estavam outros”, declarou o Papa, esta Quinta-feira Santa.

Francisco, que falava durante a um visita a um centro de acolhimento de refugiados, nos arredores de Roma, disse que Judas não agiu sozinho, tal como os terroristas de Bruxelas.

“Atrás de Judas estavam os que lhe deram dinheiro, para que Jesus fosse preso e atrás deste gesto [ataques de Bruxelas] estão os que fabricam e traficam armas, que querem o sangue e não a paz, querem a guerra e não a fraternidade”, lamentou o Papa.

Francisco lavou os pés a um grupo de refugiados e refugiadas, do centro de requerentes de asilo de Castelnuovo di Porto, a cerca de 30 quilómetros a norte do Vaticano.

Enquanto uns querem espalhar o terror no mundo, prosseguiu o Papa, “nós e vós, todos juntos, neste momento, estamos a fazer um gesto de fraternidade”.

“E todos nós dizemos: Somos diferentes, temos diferentes religiões e culturas, mas queremos viver em paz”, defendeu Francisco durante a tradicional cerimónia do lava-pés, das Quintas-Feiras Santas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Fausto
    25 mar, 2016 Lisboa 12:01
    E o padre que andou a comprar Porches com o guito da casa do gaiato também foi à judas.
  • Frei Tomás
    25 mar, 2016 Roma 10:58
    Eu comparo mais os atentados de Bruxelas à pedofilia que crassa por toda a igreja e que tem sido abafada nomeadamente pelo Papa! Ao Papa Xico ficava bem assumir esse (grande) pecado e pedir perdão. Mais, porque é que foi criado um tribunal no Vaticano (consta-se) só para fingir que os padres pedófilos são julgados (e não condenados)?
  • Fields
    24 mar, 2016 Lx 21:40
    “Atrás de Judas estavam os que lhe deram dinheiro, para que Jesus fosse preso e atrás deste gesto [ataques de Bruxelas] estão os que fabricam e traficam armas, que querem o sangue e não a paz, querem a guerra e não a fraternidade”. Falta referir que por detrás de todos estes "judas" estão aqueles que destruiram o Iraque por causa do ouro negro, mas desses ninguém fala, nem a comunicação social, porque será...