A+ / A-

Capacidade de resposta da PSP ameaçada por cortes, diz associação sindical

26 fev, 2016 - 10:03

A PSP conta com menos 50% para combustíveis, este ano. Paulo Rodrigues, da ASPP, que saber de que forma esse valor vai ser compensado.
A+ / A-

O corte de orçamento para combustíveis pode ameaçar a operacionalidade da PSP.

A preocupação é manifestada pela Associação Sindical dos Profissionais de Policia (ASPP), devido ao corte de 50% nos gastos com combustível, previsto no orçamento para a PSP.

Paulo Rodrigues, da ASPP, quer saber, por exemplo, se existe alguma compensação.

“Vimos este corte com alguma preocupação, porque comparado com 2015, na rubrica combustíveis e lubrificantes, passamos de 2,5 milhões para cinco milhões”, explica.

“Ou há outra rubrica que vem completar os 2,5 milhões previstos ou pode estar a ser posta em causa a operacionalidade da PSP e a capacidade de resposta que tem de dar em matérias de segurança.”

A Renascença já pediu esclarecimentos ao Ministério das Finanças sobre o corte previsto nos gastos com combustível para a PSP, mas ainda não foi possível obter resposta.


legislativas 2019 promosite
Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • 26 fev, 2016 Porto 11:20
    Deveriam acordar uma parceria com a Uber e as viaturas da PSP passariam também a fazer serviço de taxi para ajudar no orçamento. Além disso, e já que bastantes elementos então o dia todo numa conhecida rede de supermercados, poderiam também levar, mediante pagamento, as compras casa.