O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

​Orçamentos em cima da mesa

23 nov, 2015 - 15:01

À segunda-feira, no Olhar Europa, damos conta da agenda na União Europeia para esta semana, que começa já hoje com uma reunião do Eurogrupo em Bruxelas.
A+ / A-
Olhar Europa (23/11/2015)
Olhar Europa (23/11/2015)

Os Ministros das Finanças da zona euro vão discutir, esta tarde, os anteprojectos orçamentais para 2016. Um encontro que acontece uma semana depois da Comissão Europeia ter avisado Itália, Lituânia, Áustria e Espanha do risco de as suas propostas de orçamento violarem os limites de défice. À margem deste encontro, a comissária da Concorrência, Margrethe Vestager, recebe a ministra portuguesa das Finanças, Maria Luís Albuquerque.

Em paralelo, o Fundo Permanente de Resgate da zona euro deve aprovar hoje o desembolso de dois mil milhões de euros para a Grécia. O acordo permite, também, que sejam tomadas decisões caso a caso sobre a transferência para o Fundo Grego de Estabilidade Financeira das verbas necessárias para recapitalizar a banca, num total de 10 mil milhões de euros.

Na Zona Euro a semana começa com a divulgação, durante o dia de hoje, dos índices PMI, relativos ao desempenho dos sectores da indústria e dos serviços em Novembro. Espera-se uma subida, tal como aconteceu no mês anterior, sinal de uma aceleração da atividade dos 19 no quarto trimestre do ano.

Os eurodeputados reúnem-se a partir de hoje, e até quinta-feira, em Estrasburgo, numa sessão plenária com a agenda marcada pelo debate sobre combate ao terrorismo.

O Parlamento Europeu tem marcado para quarta-feira um debate com a Presidência semestral luxemburguesa da União Europeia, e o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, sobre o ponto de situação das medidas preventivas já adoptadas ou a adoptar, como a revisão urgente do sistema de controlo das fronteiras externas. No mesmo dia é votado um relatório que propõe várias medidas para prevenir a radicalização e o recrutamento de cidadãos europeus por organizações terroristas.

Nesta sessão vão também ser apresentados relatórios sobre A redução das desigualdades, com especial atenção à pobreza infantil, a política de coesão e as comunidades marginalizadas e o papel da União Europeia no âmbito das Nações Unidas.

Amanhã a Comissão Europeia vai apresentar a sua proposta de sistema europeu de garantia de depósitos. Apesar de muitos economistas defenderem a necessidade de uma rede de segurança comum na ordem dos 100 mil milhões de euros para concluir a União Bancária da Zona Euro, a proposta de Bruxelas deve ficar bastante aquém desse valor devido à oposição das economias mais fortes, com a Alemanha à cabeça.

Na quinta-feira será conhecido o índice de confiança dos consumidores da Alemanha, a maior economia do Euro, e na sexta-feira é conhecido o conjunto de indicadores apurados pela Comissão Europeia para toda a zona Euro e os seus Estados-membros.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.