|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Marco António Costa

"PSD não vai ser muleta de um Governo ilegítimo do PS”

03 nov, 2015 - 23:47 • Raquel Abecasis

Em entrevista à Renascença, o vice-presidente do PSD desafia o PS a deixar muito claro, “antes da apresentação do programa de um Governo legítimo que se preparam para derrubar”, quais são os termos do acordo que estão a negociar com o PCP e o Bloco de Esquerda.

A+ / A-
"PSD não vai ser muleta de um Governo ilegítimo do PS”, avisa ​Marco António Costa
"PSD não vai ser muleta de um Governo ilegítimo do PS”, avisa ​Marco António Costa

O PS, se derrubar o executivo de Passos e Portas, não poderá contar com o PSD para governar, avisa o vice-presidente do PSD, Marco António Costa, em entrevista ao programa “Terça à Noite” da Renascença.

“O Partido Socialista não pode querer construir uma coligação verdadeiramente negativa para nos derrubar e depois, naquilo que vier a ser importante para se poder manter no poder, estar a contar que pode ter como muleta o PSD”, afirma o dirigente social-democrata.

Marco António Costa não deixa dúvidas. Garante que, mesmo que seja para garantir compromissos internacionais, “o PSD não vai ser muleta de um Governo ilegítimo”.

O dirigente social-democrata diz que o PS “terá que viver com as suas opções, com as suas escolhas do início até ao fim que vier a acontecer nessas opções e nessas escolhas”.

Nesta entrevista à Renascença, Marco António Costa deixa o alerta: “O Partido Socialista estará consciente no que está a procurar fazer embarcar os portugueses, tenha a responsabilidade de tomar todas as precauções que são indispensáveis na vida pública para evitar colocar Portugal na circunstância de ter que andar novamente a viver situações de emergência”.

PSD desafia Costa a apresentar acordo

O vice-presidente do PSD desafia o PS a deixar muito claro, “antes da apresentação do programa de um Governo legítimo que se preparam para derrubar”, quais são os termos do acordo que estão a negociar com o PCP e o Bloco de Esquerda.

“O Partido Socialista, com clareza, que apresente aos portugueses o que é que estão a acordar”, afirma Marco António Costa.

“Têm documentos, que apresentem os documentos, que os publicitem, que seja possível antes de iniciarmos o debate de programa do Governo conhecermos esses documentos e essas bases programáticas nas quais se querem basear para derrubar um Governo legitimamente eleito. Para que os portugueses saibam com clareza, quando estiverem a ouvir o programa de Governo apresentado pelo dr. Passos Coelho, o que é que os espera”, defende o dirigente social-democrata em entrevista ao programa “Terça à Noite” da Renascença.

A apresentação do programa de Governo está marcada para 9 e 10 de Novembro, na Assembleia da República. Os partidos de esquerda, que estão a negociar um Governo alternativo, prometem rejeitar o documento e fazer cair o executivo de coligação PSD/CDS.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Carlos.
    04 nov, 2015 Porto 22:45
    Como ? Não percebi. Agora vocês já se consideram muleta ? Então onde pára a arrogância ? O PS não precisa de muleta, precisa é de se entender com o BE e o PCP.
  • António Valente
    04 nov, 2015 SINTRA 21:42
    Mas para que é que o PS precisa dessa "MULETA PODRE" desse partido PSD O PS se precisar de muletas tem muitas no BE e PCP
  • Jose
    04 nov, 2015 oeiras 20:25
    A cassete agora é que ganhamos . Será que não querem cumprir a constituição? Ou a azia deturpa a mente?
  • 04 nov, 2015 15:14
    Não admira.Este também deve ser descendente dos antes do 25 de Abril,que se tal não tivesse acontecido estariam na PIDE ou Legião-
  • governo ilegitimo?
    04 nov, 2015 lx 13:32
    Este personagem da direitab radical, deveria saber o que é a democracia e onde ela assenta! Mas, pelos vistos, para ele um governo que tem a maioria do parlamento é ilegitimo! Por esta ordem de pensamento, o governo que tivemos durante 4 anos, cuja maioria foi formada após as eleições de 2011, (PSD e CDS concorreram separados e juntaram-se depois), foi um governo ilegitimo! Há cada cromo!...Só para os cromos dele é que houve legitimidade! Mas será que pretende fazer o povo estúpido?
  • À maria gabriel
    04 nov, 2015 pt 12:29
    Deixe-se de tretas!...António Costa sempre disse ao que vinha! Sempre disse que não iria dar aval a esta direita manhosa para continuar no poder, desde que tivesse uma alternativa sustentavel! É isso que está a construir e não defraudou ninguém! Só aqueles que andam por aqui escondidos de "socialistas", mas que votaram na "PaF"! A xico-espertice está mais do que evidente!
  • Justino Figueiredo
    04 nov, 2015 Lisboa 12:13
    O Big Mac andava escondido. Não aparecia. Assim que ganharam as eleições, saiu logo da toca. Enriqueceu na Câmara de Gaia. Deixou lá um buraco gigantesco mais o seu amigo Menezes. Se tivesse vergonha nunca mais mostrava a sua face em público. Este é que é o mentor de toda esta politica do PSD. Não engana ninguém. Tudo bons rapazes!
  • maria gabriel
    04 nov, 2015 Caldas da Rainha 12:03
    Estou perplexa com toda esta situação politica do nosso País, estou profundamente desapontada com a atitude do Dr. Antonio Costa, esperava muito mais dele. O poder parece ser o que o move e não o bem do País. Podia fazer muito mais por Portugal ao ser uma oposição séria e construtiva, afinal perdeu as eleições. Em vez disso optou por se aliar à esquerda radical, pergunto onde está a legitimidade para o fazer? Além de uma sede para o poder. Apelo ao Dr. Antonio Costa que reconsidere a sua posição, simplesmente está errada.
  • Bem pode!
    04 nov, 2015 st 11:50
    O Big Mac estrebuchar!...A situação histórica que se vive, quanto a uma união dos partidos de esquerda em torno de compromissos governamentais, é um cenário, que para a direita radical, era inimaginável! Nem o PR de alguns portugueses, Aníbal Cavaco, a teria analisado nos seus cenários, quando afirmou estarem todos contemplados! A ser possível como está cada vez mais evidente, é uma situação imparável! Só se a esquerda fosse estúpida, é que deixaria perder uma oportunidade que levou 40 anos a concretizar-se! Basta cumprir no mínimo o que for acordado e que os portugueses comecem a sentir que, efectivamente há grandes diferenças, entre a esquerda e esta direita radical coligada, (que subverteu muitos dos valores da social democracia e da democracia cristã), nas varias vertentes sociais, para que a direita se mantenha em minoria por muitos anos! Por outro lado, os sinais ténues, mas existentes, de uma alteração das politicas na União Europeia, nomeadamente quanto aos partidos da família social democrata e socialista, conjugados com as futuras eleições em Espanha, serão catalisadores para que para já, o futuro governo de esquerda em Portugal, tenha condições, para se manter durante uma legislatura! A seguir iremos assistir a um desmembramento da dita coligação de direita e ao inicio da fuga de muitos "ratos" que irão abandonar o navio, ou por falta de estarem no poder, ou por cobardia, aliás o que já é visível na formação do actual governo! Passos Coelho irá ser “preterido”! Falta-lhe estratégia e coordenação!
  • Alberto Sousa
    04 nov, 2015 Portugal 11:49
    Subscrevo na íntegra o comentário do "Totalitários". Vamos pagar caro mas deixá-los, vamos assistir, em primeira fila, ao suicídio político do Costa e da esquerda. Será interessante tal espetáculo. Caro mas interessante.