A+ / A-

Rússia “rejeita categoricamente” novas sanções da EUA

10 ago, 2018 - 19:07

Serguei Lavrov falou ao telefone com o seu homólogo norte-americano.
A+ / A-

O ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguei Lavrov, disse ao homólogo norte-americano, Mike Pompeo, durante uma conversa telefónica, que a Rússia "rejeita categoricamente" as novas sanções dos Estados Unidos.

"A Rússia rejeita categoricamente as novas sanções anunciadas recentemente por Washington relacionadas com presumíveis informações sobre a implicação da Rússia no chamado caso Skripal", disse Lavrov, segundo uma nota do Ministério dos Negócios Estrangeiros russo.

"Serguei Lavrov sublinhou que, desde o incidente de Salisbury, nem os Estados Unidos, nem o Reino Unido, nem qualquer outro país avançou qualquer facto confirmando tais alegações", acrescenta a nota.

A conversa realizou-se "por iniciativa americana", afirma ainda.

Os Estados Unidos anunciaram na quarta-feira novas sanções pelo envolvimento no caso do envenenamento com um agente neurotóxico (Novichok) do antigo espião russo Serguei Skripal e da filha, Yulia, a 04 de março em Salisbury, Inglaterra.

O caso Skripal provocou uma crise diplomática que se traduziu numa ação coordenada inédita para a expulsão de diplomatas russos de vários países ocidentais, incluindo os Estados Unidos e dois terços dos países membros da União Europeia, a que a Rússia respondeu com a expulsão de diplomatas ocidentais.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.