O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

CDS exige esclarecimentos a ministro sobre degradação de condições da CP

11 jul, 2018 - 23:49

Centristas citam notícias que ao longo do ano têm dado conta da degradação das vias e dos comboios.
A+ / A-

O grupo parlamentar do CDS pede a presença urgente do ministro do Planeamento e das Infraestruturas em sede de comissão, para explicar a situação nos transportes ferroviários, nomeadamente a degradação de vias e dos comboios da CP.

Os deputados querem ouvir Pedro Marques na comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas.

No requerimento hoje divulgado, o CDS cita notícias que ao longo do ano têm dado conta da degradação das vias e dos comboios e diz que o grupo parlamentar "tem vindo a questionar sistematicamente o Governo sobre os problemas que, em crescendo, vêm afetando a linha ferroviária a nível nacional".

No início do mês, diz-se também no requerimento, o partido recebeu a resposta do gabinete do ministro a uma pergunta de março (refeita em junho) sobre o estado das vias férreas, na qual o Governo diz que, citando um relatório, "em termos gerais o estado da infraestrutura ferroviária está avaliado como 'razoável'".

O secretário de Estado das Infraestruturas, Guilherme d´Oliveira Martins, disse hoje à Lusa que o Governo está a preparar um concurso internacional para vir a adquirir novo material circulante para a ferrovia e vai contratar 50 novos trabalhadores para a manutenção de comboios.

"Vamos fazer a contratação de mais 50 trabalhadores para conseguir fazer a manutenção a tempo [de comboios] e estamos a preparar o lançamento do concurso internacional de aquisição de material circulante, que tem de se coadunar com o investimento que temos de fazer nas linhas ferroviárias", disse o responsável, acrescentando que "há uma necessidade urgente deste material circulante".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.