A+ / A-
Mundial 2018

Toni: "Este Portugal-Irão é muito mais que um jogo de futebol"

21 jun, 2018 - 12:45 • João Fonseca

O Campeonato do Mundo é uma forma dos iranianos se expressarem politicamente contra os embargos de que são alvo por parte dos Estados Unidos e da Europa, sublinha o treinador português, que trabalhou naquele país.
A+ / A-

Três épocas de trabalho no Irão dão a Toni a propriedade de olhar para o futebol daquele país com sentido crítico. O treinador português observa que a presença dos iranianos no Mundial de futebol ultrapassa a dimensão desportiva.

O embargo dos Estados Unidos e da Europa ao país transforma todos os desafios na Rússia em "muito mais que jogos de futebol". Toni avisa, por isso, a seleção nacional que "cada milímetro do campo, cada lance, cada jogada, será como se fosse a última de cada um deles". Um incentivo "importante do ponto de vista motivacional", porque neste enquadramento é necessário "perceber que estes jogadores vão jogar o jogo das suas vidas".

Do outro lado estará uma seleção portuguesa consciente das "exibições cinzentas" neste arranque de competição e, inclusivamente, reconhecidas pelo selecionador e jogadores portugueses.

"Quer Fernando Santos, quer os jogadores, têm noção que temos quatro pontos que não se refletem em termos exibicionais. Mas têm conseguido o mais importante que são os pontos", analisa o técnico.

Toni confia que Portugal irá "melhorar, porque os jogadores têm qualidade para fazerem melhor do que têm apresentado". Toni treinou os iranianos do Tractor entre 2012 e 2015, conseguindo a conquista de uma Taça do Irão, em 2013/14.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.