A+ / A-

Miúdos escolhem “os livros mais fixes"

31 mai, 2018 - 00:10

Os vencedores foram divulgados esta quarta-feira na Feira do Livro de Lisboa.
A+ / A-

“O Tubarão na Banheira', 'Harry Potter e a Pedra Filosofal' e 'Culpa é das Estrelas' foram os vencedores a segunda edição da iniciativa "Miúdos a Votos: quais os livros mais fixes?", que foram divulgados na feira do Livro de Lisboa.

O objetivo desta iniciativa é eleger os livros preferidos dos alunos do ensino básico.

Os alunos do 1.º ciclo do ensino básico elegeram o 'O Tubarão na Banheira', de David Machado, como o livro mais fixe, com 7,9% dos votos; em segundo lugar ficou 'O Bando das Cavernas - Na maior há 10 mil ano'», de Nuno Caravela (7,8% dos votos); e 'O Principezinho' de Antoine de Saint-Exupéry, foi o terceiro candidato eleito (7,8% dos votos).

Já no 2.º ciclo, dois autores britânicos que já o ano passado tinham alcançado o pódio voltaram a ganhar: 'Harry Potter e a Pedra Filosofal', de J. K. Rowling, é o vencedor, com 13,8% dos votos; e 'Avozinha Gângster', do autor e também comediante David Walliams é o outro, tendo alcançado o segundo lugar com 11,1% dos votos.

'A Fada Oriana', de Sophia de Mello Breyner Andresen, ficou em 3.º lugar, com 5,8% dos votos das crianças do 5.º e 6.º ano.

No 3.º ciclo do ensino básico, foram as obras inspiradas em histórias reais que conseguiram mais votos. A 'Culpa é das Estrelas', de John Green, ficou em primeiro lugar, com 10,9% dos votos. Em segundo e terceiro lugares, ficaram colocados os candidatos 'Avozinha Gângster', de David Walliams, com 9,4 % dos votos, e 'O Rapaz do Pijama às Riscas', de John Boyne, com 9,2% dos votos.

Esta é uma iniciativa da Rede de Bibliotecas Escolares e da Visão Júnior, em parceria com a Pordata, a Comissão Nacional de Eleições (CNE), a Rádio Miúdos, o Plano Nacional de Leitura e a Associação Portuguesa de Editores e Livreiros.

A cerimónia de revelação dos "livros mais fixes" decorreu hoje e contou com a presença da secretária de estado Adjunta e da Educação, Alexandra Leitão.

A campanha, na qual participaram quase 60 mil alunos e cerca de 600 escolas, favorece o gosto pela leitura e uma cultura de cidadania e participação ativa, através da sensibilização para a importância do voto, desde as idades mais precoces.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.