O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-
Sporting

Álvaro Sobrinho pede demissão de Bruno de Carvalho

17 mai, 2018 - 17:22

O presidente da Holdimo, empresa que é o segundo maior acionista da SAD, ameaça com convocação de assembleia geral e manifesta confiança nos jogadores e equipa técnica.
A+ / A-

Álvaro Sobrinho, presidente da Holdimo, maior acionista individual da SAD do Sporting, pede a demissão de Bruno de Carvalho da presidência do clube, em entrevista ao "Jornal Económico".

"A direção da Sporting SAD não merece a confiança do segundo maior accionista e deve apresentar a demissão”, defende o empresário angolano, que detém cerca de 30% da SAD dos leões, através da Holdimo. O maior acionista, no geral, é o próprio clube de Alvalade.

“A Holdimo já não tem confiança na direcção e nos orgãos sociais da Sporting SAD”, revela Álvaro Sobrinho, para quem "é lamentável tudo o que está acontecer e é mau para os ativos". O empresário deixa um recado a Bruno de Carvalho: "As empresas têm de ser geridas profissionalmente e não por emoção".

Sobrinho considera que a direção liderada por Bruno de Carvalho "está a pôr em risco os activos da empresa", o que "não pode acontecer", e que todos os incidentes desde a derrota com o Atlético de Madrid "têm causado imensos problemas e danos reputacionais".

Se Bruno não sair, Holdimo pedirá AG

A Holdimo entende que "há um problema na gestão da SAD, nos orgãos da direção, no presidente e nos seus membros executivos", em quem "não tem confiança", e garante que "tudo fará para manter a estabilidade da SAD". Caso Bruno de Carvalho não se demita, a Holdimo tomará "todas as medidas legais para garantir a estabilidade da gestão da SAD:

"Iremos tomar a devido tempo uma posição, convocando uma assembleia geral e pedir a demissão da direção".

O empresário reconhece que a Holdimo "está imensamente preocupada", pelo que "vai fazer absolutamente tudo para preservar os seus principais activos, que são os jogadores", assegurando que "enquanto segundo maior accionista da Sporting SAD [a Holdimo] mantém a confiança nos jogadores e na equipa técnica, nomeadamente no seu treinador".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.