A+ / A-

Secretário de Estado do Desporto quer ver Taça pacífica como "resposta a criminosos"

15 mai, 2018 - 21:06

João Paulo Rebelo repudiou os incidentes ocorridos na Academia do Sporting, em Alcochete, com agressões a jogadores e treinadores por parte de cerca de 50 adeptos.
A+ / A-

O secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, repudiou os incidentes ocorridos na Academia do Sporting, em Alcochete, com agressões a jogadores e treinadores por parte de cerca de 50 adeptos do clube, que rotulou de "criminosos" em vez de adeptos.

Em conferência de imprensa, juntamente com a secretária de Estado adjunta e da Administração Interna, João Paulo Rebelo expressou o "repúdio veemente" do Governo "para com atos de violência, vandalismo criminosos como os que ocorreram" esta terça-feira e demonstrou solidariedade "para quem foi agredido neste incidente".

A final da Taça de Portugal realiza-se no domingo, às 17h15, no Estádio Nacional, entre Sporting e Desportivo das Aves. Perante o receio de que um episódio do género ocorra no Jamor, o secretário de Estado apelou a que "todos e todas sem exeção" assumam o compromisso de demonstrar que "futebol é igual a orgulho nacional, é igual a desporto de excelência".

"Os verdadeiros adeptos do desporto e do futebol em particular merecem da parte de todos que no domingo aconteça um jogo de futebol em que se comemore a festa que o futebol deve ser. Também uma resposta a criminosos, que do meu ponto de vista não são sequer adeptos do desporto e que merecem uma resposta corajosa e de enfrentar são atos que têm de ser repudiados por todos", declarou o governante.

Rebelo garantiu que o Governo, juntamente com a Federação Portuguesa de Futebol, está "a criar todas as condições para que no domingo se viva o que é essencial que se viva, a festa do futebol, do desporto, o convívio de famílias e dos verdadeiros adeptos do desporto e do futebol".

"Portugal tem orgulho no futebol nacional. Temos uma responsabilidade acrescida, somos atualmente campeões europeus de futebol e estamos a um mês da maior competição da modalidade a nível mundial, o campeonato do mundo, onde estaremos presentes e a fazer valer a qualidade e competitividade do nosso futebol", afirmou o governante.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.