A+ / A-
Benfica

José Manuel Antunes critica nomeação de Soares Dias "para os jogos complicados do FC Porto"

16 abr, 2018 - 12:45 • João Fonseca

O antigo vice-presidente de João vale e Azevedo aponta erros à arbitragem na Luz e critica as nomeações do Conselho de Arbitragem.
A+ / A-

O antigo vice-presidente do Benfica José Manuel Antunes critica o Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol, pela nomeação de Artur Soares Dias para o clássico com o FC Porto.

O antigo dirigente questiona, em entrevista a Bola Branca, a escolha do árbitro da Associação de Futebol do Porto "para os jogos complicados" dos dragões "depois de, no dia 5 de janeiro de 2017", "ter sido alvo de uma ameaça pelos Super Dragões" e ter dito que apresentou uma queixa na PSP, que não se sabe "se apresentou ou não".

O vice de João vale e Azevedo pergunta porque razão, passados 466 dias, "ainda nada se sabe" sobre o caso que aconteceu no centro de treinos da Maia.

Antunes aponta a Soares Dias erros que, na sua opinião, influenciaram o resultado final do clássico na Luz: "Não ter expulsado o Sérgio Oliveira é um escândalo. Faz duas gravatas... Isto condicionou o jogo todo. No único minuto que se jogou dos quatro de descontos que Artur Soares Dias deixou jogar, houve um claro penalti. As imagens são claríssimas, é empurrado pelas costas dentro da grande área, é penalti."

Também o que se passou no Restelo foi alvo de considerações por parte do ex-dirigente. José Manuel Antunes considera "um escândalo" a nomeação de João Capela para videoárbitro, lembrando a polémica com o juiz de Lisboa, na deslocação dos leões a Braga.

O antigo vice-presidente fala de uma "expulsão de Acuña" por ter entrado sem ter "tentado jogar a bola", no lance da grande penalidade. O terceiro golo sportinguista "é ilegal", por mão de Ristovski. A fechar, entende que a vitória dos leões surge num "penálti muito discutível".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • António Castro
    16 abr, 2018 SÃO JOÃO DA MADEIRA 16:57
    Não foi este que governou o Benfica com o Vale Azevedo. Está tudo dito.
  • antónio pereira
    16 abr, 2018 coimbra 16:51
    E a falta sobre o Marega , Este Sr. arbitro foi o que esteve no dragão no jogo da primeira volta e não expulsou o luisão e anulou um golo ao Porto limpinho................
  • couto machado
    16 abr, 2018 Porto 14:57
    Assim é que é falar...os árbitros são uns estupores como nunca se viu...mas está bem, Viva o Sporting e Biba o Puorto. O resto é paleio de aljube. .
  • Petervlg
    16 abr, 2018 Trofa 14:45
    Foi um jogo bem disputado, bem no plano táctico, ambas as equipas e o FCP foi mais feliz.
  • manuel gomes
    16 abr, 2018 13:35
    Este palrador fala do arbitro, fala que o seu ninho foi atacado fala de tudo e de mais alguma coisa, mas não fala do penalty do Luisão no dragão e não fala do golo anulado ao fcp no dragão com o jogador do porto em jogo 2,o4 metros, é o fora de jogo mais escandaloso de todos os tempos