A+ / A-

Há produtos químicos que podem provocar aumento de peso

14 fev, 2018 - 06:57

Os PFAS já tinham sido ligados a cancros, alterações hormonais, disfunção imunológica e colesterol elevado.
A+ / A-

Os produtos químicos usados em embalagens de alimentos, frigideiras antiaderentes, pacotes de alimentos e peças de roupas podem interferir no metabolismo, especialmente o das mulheres, e levar a um aumento do peso. A conclusão é de um estudo da Universidade de Harvard.

Estes produtos - conhecidos como substâncias de perfluoroalquil (PFAS) – já tinham sido ligados a cancros, alterações hormonais, disfunção imunológica e colesterol elevado.

"Agora, pela primeira vez, as nossas descobertas assinalam que os PFAS podem estar a interferir na regulação do peso corporal nos humanos e a contribuir, portanto, para a epidemia de obesidade", afirmou o autor principal do estudo, Qi Sun, professor do departamento de Nutrição da Universidade de Harvard.

Os investigadores descobriram que os PFAS estão ligados a um ritmo metabólico mais lento em momentos de repouso, sendo que pessoas com altos níveis de PFAS no sangue também apresentaram metabolismo mais lento no processo de perda de peso.

O estudo analisou os efeitos de quatro dietas para perder peso por um período de dois anos.

Em média, os voluntários perderam 6,4 kg nos seis primeiros meses, mas ganharam 2,7 kg no ano e meio seguinte.

"Aqueles que ganharam mais peso depois também tinham as maiores concentrações de PFAS no sangue, uma presença mais forte entre as mulheres", revela o estudo divulgado na publicação "PLOS Medicine".


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.