|
A+ / A-

​Rio não gostou do debate e acusa Santana de usar “truques” e “mentiras”

05 jan, 2018 - 17:12 • Eunice Lourenço (Renascença) e Sofia Rodrigues (Público)

Em entrevista à Renascença e ao “Público”, o candidato a presidente do PSD reconhece que tinha sido avisado para a estratégia ofensiva do seu adversário, mas nunca pensou que “fosse tão longe”.

A+ / A-
Rio acusa Santana de usar "truques" e "meias-verdades" no debate
Rio acusa Santana de usar "truques" e "meias-verdades" no debate

Rui Rio não gostou do debate desta quinta-feira com Pedro Santana Lopes e acusa o seu adversário na corrida pela liderança do PSD de usar “truques” e “meias-verdades”, ou mesmo “mentiras”, para o atacar.

Em entrevista à Renascença e ao “Público”, que será divulgada na segunda-feira, Rio avalia de forma negativa o primeiro debate entre os dois candidatos à liderança do PSD, que decorreu na RTP.

“Eu não gostei do debate. E se eu tenho entrado na mesma táctica que entrou o meu adversário, qual seria a imagem que o PSD tinha dado ao país?”, questiona Rio, acusando Santana de uma “série de ataques pessoais, uns mentiras, outros meias verdades, outros verdades”.

No debate, o primeiro entre os dois candidatos à liderança do PSD, Pedro Santana Lopes e Rui Rio envolveram-se em acusações sobre o passado, com Rio a lembrar o que chama de "trapalhadas" do Governo de Santana e Santana a acusar Rio de estar sempre a dizer mal dele e do PSD.

Nesta entrevista à Renascença e ao “Público”, Rui Rio acusa o seu adversário de usar truques e diz que não deviam abrir feridas no partido.

“Os debates, seja onde for, na América ou na Europa, têm truques. Eu também sei fazer esses truques”, afirmou o antigo autarca do Porto, avisando que é preciso “não abrir feridas” que não possam ser “saráveis”, depois das eleições directas de dia 13.

Rui Rio, contudo, não foi apanhado completamente de surpresa. “Já me tinham avisado, apesar de eu o conhecer bem, que ele poderia ir por um caminho deste género”, reconheceu. “Pensei que não iria tão longe. Pensei que só jogasse com verdades e não com meias verdades.”, continuou, referindo-se à condenação por parte de Santana por ter falado numa iniciativa da Associação 25 de Abril, em 2013. Essa acusação, para Rio, “é grave do ponto de vista democrático”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • xico
    06 jan, 2018 lixa 20:33
    Se dentro do psd não há melhor candidato,então este psd está mesmo nas ruas da amargura!......Pobre Sá carneiro e o seu PPD.
  • Catarina
    06 jan, 2018 Lisboa 19:58
    O que são as 'trapalhadas' se não meias verdades? Porque não esclarece o que foram? Tido começa nelas e PSL saiu-se muito bem dessa armadilha. É se RR estava avisado tanto pior, não o se preparou. PSL Defendeu-se e pôs o seu adversário na defensiva. É claro que não gosta, mas não vale fazer-se de vítima.
  • couto machado
    06 jan, 2018 Porto 18:38
    São farinha do mesmo saco...enojado de tanta conversa fiada, nem vi a entrevista na totalidade, mas, o que vi foi mais que elucidativa .. Que saudades tenho, pese embora não ter nem nunca tive cor partidária, o Vasco Gonçalves assustou muito boa gente..
  • PoisPois
    06 jan, 2018 Braga 17:21
    Pois pois... natural que não tenha gostado do debate. Levou uma destas sovas... lol
  • Figo
    06 jan, 2018 Maduro 16:55
    Ainda não sei porque é que existiu este debate! Vai haver eleições em janeiro na a AR ou para o PR?? O que é que eu tenho a ver sobre a lavagem de roupa suja dentro do PPD/PSD?? E não é que passou na íntegra e em direto em dois canais ?? Não havia programação para encher chouriço??
  • Luisa Soares
    06 jan, 2018 Queluz 09:50
    Não gostei do debate, nele foi muito claro como esta o PSD por dentro, nada de novo trouxe o debate, apenas insinuacões. Gostaria que o Santana comecasse a falar nas ideias que tem para o partido ja que não deixou falar o Dr. Rui Rio. Sou apoiante do Dr. Rui Rio o partido ja esta confuso não necessita de mais trapalhadas. Mas tambem sei que durante os proximos governos serão PS.
  • Sacudir o Caos
    05 jan, 2018 V. F. Xira 21:39
    É urgente sacudir o caos instalado no PSD pós-Sá Carneiro. Para bem da democracia em Portugal, é imperioso restaurar a utopia, de Francisco Sá Carneiro, Magalhães Mota, Miller Guerra e de Pinto Leite, (o mais genuíno social-democrata da ala liberal, na minha opinião) Barbosa de Melo, obreiro das linhas programáticas do PPD, nunca pensou que o seu visionário projecto, se haveria de transformar, nesta lamentável briga de medíocres. Os portugueses necessitam de homens dignos da sua história e nunca bobos da corte.
  • Jose Machado
    05 jan, 2018 lisboa 21:33
    Sem ser uma opinião politica mas sim de distanciamento e a favor da razoabiliade que não existe em politica permito-me questionar o Dr. Santana Lopes bem conhecido dos portugueses se ele enquanto comentador desportivo e na qualidade de sportinguista não teve receio de o colarem a outro clube...ora Dr. Rui Rio na qualidade de cidadão poderá e deverá participar em palestras e foruns organizados por partidos diferentes de politica mas em enriquecendo a cidadania. Não quer isto dizer que tenha simpatia ou sentimentos politicos diferentes. Enquanto estes politicos não praticarem a politica segundo metodos e lisura não se vai a lado nenhum. Dr. Pedro Santana Lopes deu um tiro em si próprio por nao saber separar a politica do futebol onde tem feito alguns ziguezagues tal como na politica.
  • r
    05 jan, 2018 21:25
    Santana - mais um banha da cobra
  • António Cunha
    05 jan, 2018 Setúbal 21:09
    E a comunicação social a esfregar as mãos de contentes... Quem tinha dúvidas ficou a saber: há muitos santanetes nos media.