O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-
Benfica-Sporting

José Leirós aprova Hugo Miguel no dérbi. "Não podem ser sempre os mesmos"

03 jan, 2018 - 12:45

Na opinião do ex-árbitro, o juiz de Lisboa "vai ter de se esforçar imenso" e facilitar a actuação do vídeo-árbitro Tiago Martins, que não poderá "ter complexos", na hora de agir. "É um grande teste ao vídeo-árbitro", declara José Leirós, a Bola Branca.
A+ / A-

José Leirós acredita que o Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) tomou uma boa decisão, ao nomear Hugo Miguel para arbitrar o dérbi da Luz, e entende que a partida será "um grande teste" ao vídeo-árbitro, que não poderá ter medo de intervir.

Em entrevista a Bola Branca, o ex-árbitro frisa que "não podem ser sempre os mesmos" a orientar os "casos e jogos mais difíceis", deixando outros árbitros "à sombra" desses. Nesse sentido, a nomeação de Hugo Miguel é "de risco, mas é isso mesmo que se quer" do CA.

"Não temos um quadro de muito boa qualidade, mas temos de fomentar que haja outros árbitros a ter esta responsabilidade. O Hugo Miguel é um árbitro experiente, que tem feito boas arbitragens nos clássicos e nos dérbis e vai ter de se esforçar imenso", sublinha José Leirós.

Na opinião de José Leirós, houve dois factores que levaram à escolha de Hugo Miguel para o Benfica-Sporting. O primeiro sendo o facto de que o árbitro lisboeta "tem condições mais que suficientes para arbitrar o jogo"; o segundo sendo "uma questão de personalidade" do CA, para tentar "demonstrar que são eles que decidem que são eles que querem fazer a gestão da arbitragem" e para "contrariar toda a gente".

Uma espécie de tudo ou nada para o VAR

Na opinião de José Leirós, este é um jogo em que o vídeo-árbitro terá de ajudar, não comprometer. "Não será fácil e o vídeo-árbitro, para o Hugo Miguel, será vital", entende o ex-árbitro, lembrando que os árbitros são humanos e a "velocidade" e "dificuldades, por vezes, de verem os lances que se vêem nas imagens" tendem a prejudicar as suas actuações.

Daí que, para José Leirós, o vídeo-árbitro Tiago Martins não poderá "ter complexos" e terá de "mostrar que o vídeo-árbitro é vital para a verdade desportiva" e para que os casos que suscitem dúvidas "sejam resolvidos":

"Tem de haver um trabalho equipa para que a equipa de arbitragem cumpra o protocolo e dê possibilidades de o vídeo-árbitro pedir ao Hugo Miguel para aceitar a sua decisão ou ir ver a decisão que tomou, para decidir se é certa ou errada. Hoje é um grande teste ao vídeo-árbitro."

O Benfica-Sporting realiza-se esta quarta-feira, às 21h30, no Estádio da Luz. Jogo com relato na Renascença e acompanhamento em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • miguel
    03 jan, 2018 faro 20:40
    Nao estivesse o nome dele envolvido nos mails onde é acusado de ser um dos 8 padres" ao aervico do slb a conversa ate fazia sentido...