A+ / A-

​Vendas de automóveis novos subiram 7,7% em 2017

02 jan, 2018 - 21:14

Portugueses compraram mais de 265 mil automóveis novos no ano passado.
A+ / A-

As vendas de automóveis novos subiram 7,7% em 2017 face ao ano anterior, para 266.386 veículos, mas em Dezembro registou-se a primeira queda homóloga dos últimos nove meses, de 0,1%, anunciou hoje a ACAP.

Segundo a Associação Automóvel de Portugal (ACAP), no total do ano de 2017 foram matriculados pelos representantes oficiais de marca em Portugal 266.386 automóveis novos, um crescimento 7,7% em relação ao ano anterior.

Porém, no mês de Dezembro, houve "um claro abrandamento" em todos os sectores, com 22.206 veículos automóveis novos, o que corresponde a uma queda homóloga de 0,1%, a primeira registada nos últimos nove meses, avança a ACAP.

Por categorias e tipos de veículos, os dados mostram que no total do ano as vendas de ligeiros de passageiros ascenderam a 222.134 veículos, mais 7,1% do que em 2016.

Tendo em consideração apenas o mês de Dezembro, foram matriculados 17.058 automóveis ligeiros de passageiros, um aumento de 0,4% face ao mês homólogo do ano anterior.

Já nos comerciais ligeiros a ACAP registou um aumento de 10,4% em 2017 face ao ano anterior, para 38.520 veículos. Em Dezembro foram vendidos 4.564 novos veículos comerciais ligeiros, um decréscimo de 0,1%.

Quanto aos veículos pesados (de passageiros e de mercadorias), no total do ano de 2017 as matrículas ascenderam a 5.732 unidades, um acréscimo de 10,7% relativamente ao período homólogo de 2016. Em Dezembro houve uma queda homóloga de 11,8%, tendo sido comercializados 584 veículos desta categoria.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.