O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-
Espanha

Advogado de Ronaldo acusa Fisco de tratamento diferenciado face a Messi

27 dez, 2017 - 13:18

Capitão da Selecção Nacional e avançado do Real Madrid é acusado de defraudar o Tesouro espanhol em 14,7 milhões de euros.
A+ / A-

O advogado que defende Cristiano Ronaldo no alegado caso de fraude fiscal que pende sobre o internacional português, em Espanha, considera que CR7 está a merecer um tratamento diferenciado face a Lionel Messi.

O capitão da Selecção Nacional e avançado do Real Madrid é acusado de desfalcar o Fisco do país vizinho em 14,7 milhões de euros, referentes ao período entre 2011 e 2014. O dianteiro argentino do Barcelona também esteve acusado de "esconder" 4,1 milhões de euros de impostos sobre rendimentos.

"A posição da Oficina Nacional de Fiscalidade está a contrastar com a da Agência Tributária e com a jurisdição penal em relação a contratos praticamente idênticos aos de Cristiano Ronaldo", acusa o causídico Jose Antonio Choclán, em declarações ao diário desportivo catalão Sport, esta quarta-feira.

Ontem, a responsável da unidade central de coordenação do Tesouro espanhol, em declarações ao Tribunal de Primeira Instância de Pozuelo de Alarcón, não foi branda ao considerar que CR7 "devia estar preso".

No entendimento de Caridad Gómez Mourelo, há contribuintes presos no país por crime cometidos por valores muito mais baixos.

Mais tarde, Ronaldo não tardou a dar "troco". Através das redes sociais, publicou uma fotografia acompanhado de três dos seus filhos e com a seguinte legenda:"Estou PRESO a estes bebés lindos".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • vc
    27 dez, 2017 vc 18:57
    Até nisso mostrar ser invejoso.
  • Zé das Coves
    27 dez, 2017 Alverca 15:14
    Façam a vossa obrigação ! paguem os impostos como qualquer cidadão !!!
  • cs
    27 dez, 2017 vc 14:33
    Infelicidade a nossa de termos pseudo jornalistas a escrever nestes espaços. O que realmente aconteceu foi que os advogados de CR7 alegaram ser a situaçao fiscal de C R diferente da de Messi, porque este sempre foi residente fiscal em Espanha, ao contrario de C R, que durante um periodo de tempo se acolheu a um regime fiscal diferente, em virtude de ser nao residente.