O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
Opinião de Ribeiro Cristovão
A+ / A-

​Fechar a página

05 dez, 2017 • Opinião de Ribeiro Cristovão


O Sporting tem boas razões para sonhar. No Benfica estará, sobretudo, o forte desejo de “vingar” a humilhação de Basileia.

Nestes próximos três dias corre-se o pano sobre a fase de grupos das duas mais importantes competições europeias de clubes organizadas pela Uefa, nas quais Portugal tem vindo a manter cinco representantes.

Hoje à noite, chega a jornada derradeira da Liga dos Campeões, com Sporting e Benfica tentando sortes diferentes: um, na expectativa de alcançar um resultado favorável em Barcelona; o outro, ansioso por lavar a face perante um adversário que o humilhou e atirou para a sua carreira mais frustrante de sempre em qualquer compita internacional.

O Sporting tem boas razões para sonhar, aquilo que sem poder cair em excessos.

É verdade que o Barcelona vai apresentar-se em Camp Nou em traje de passeio, porque o desfecho do jogo em nada influenciará a sua posição actual mas, por outro lado, os leões terão de ficar à espera do que aconteça no Pireu, na Grécia, onde a Juventus também joga cartada decisiva nesta terça-feira.

Assim, dependentes um do outro, é caso para se falar de uma noite muito interessante.

É que não basta ao Sporting ganhar. Será necessário que o campeão italiano não lhe siga o exemplo, porque a ser assim a porta de saída apenas poderá conter a indicação de marcha para a Liga Europa.

Sobre o Benfica não haverá muito a dizer. Apresentar-se na linha de chegada com zero pontos e apenas um golo marcado, só é motivo para daí extrair lições para o futuro.

No foco estará, sobretudo, o forte desejo de “vingar” a humilhação de Basileia.

Uma simples vitória, tangencial, ainda que tratando-se de uma vitória, não bastará para apagar a mancha muito vincada que as águias foram deixando pelo caminho.

Artigos AnterioresRibeiro Cristovão
 

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.