A+ / A-
Taça de Portugal

Dragão apura-se em cima da linha de meta

17 nov, 2017 • José Pedro Pinto


FC Porto 3-2 Portimonense. Reviravolta épica em noite de muita bola no Dragão. Os algarvios estiveram a vencer por 1-2 mas, reduzidos a 10 unidades, acabaram ultrapassados pelos vorazes azuis e brancos praticamente em cima do apito final. Brahimi saltou do banco para dar qualificação para os oitavos-de-final da Taça.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Cidadão
    18 nov, 2017 Planeta Terra 20:41
    Infelizmente não acompanhei o jogo. Espero ainda conseguir vêr alguma repetição integral na tv. Vi sim os lances dos golos. Não nenhum dos 5 golos do jogo forma irregulares. A não ser que tenha ocorrido algo mesmo muito "esquisito" e fora do comum que escape até nas repetições em câmara-lenta e com imagem parada nas avaliações de fora-de-jogo. Sei que dava jeito a certos adversários que o FCP tivesse sido desfeiteado, porque sim, porque estão com ela atravessada e verem o seu estatuto de TRETAcampeões posto a nu custa, mas custa mesmo muito a engolir. Mas tal não aconteceu. O FCP saiu vitorioso. 7 minutos de desconto foram (nem digo muito, digo antes) demasiado para compensar o tempo em off de partida não jogada? Não sei, não vi o jogo na integra. Quanto ao 2º amarelo que origina a expulsão do jogador do Portimonense, tenham santa paciência... o jogador do FCP coloca a bola em velocidade para ultrapassar o defesa, e a reação deste é imitar os aviões da TAP? Então é jogador ou é pilotaço? Anda a correr não anda a voar. E jogador que já viu o 1º amarelo arriscar-se a mandar o barro á parede a vêr se cola... Pois é, têve azar. E para mais senhores do SLB, já vi penaltis a favor da vossa equipa em que falta é toda ela CAVADA a pedir ajuda ao árbitro. Portanto, e até vêr a tão desejada repetição integral deste jogo, porque eu gosto de futebol, parabéns a toda a equipa do FCP, belo resultado e belo espectáculo.
  • Jorge Pereira
    18 nov, 2017 Almada 01:22
    Que arbitragem mais tendenciosa! Mais valia terem colocado um jogador do Canelas a apitar o jogo! Colocaram o Superdragão nº1 e, para não variar, houve arranjinho! Aex Telles deveria ter sido expulso, mas quem o acabou sendo foi o jogador do Portimonense por uma disputa de bola, que não me parece nem sequer faltosa! O segundo golo do Porto, pareceu-me que o jogador estava em fora de jogo! E 7 minutos de descontos... pareceu-me muito (pouco)!
  • estocada final!
    17 nov, 2017 lis 23:26
    Boa linguagem! Até parece que estamos na festa dos touros!...
  • tinha que ser!
    17 nov, 2017 lx 22:50
    Vergonha no futebol!...7 minutos de prolongamento! Quem não chora não mama!
  • Porconta
    17 nov, 2017 Porto 22:41
    Este FCP é tão sério e o Árbitro mais sério ainda, se expulsar um jogador do Portimonense não chega-se, o Árbitro na sua mais seria atitude expulsava quantos fossem precisos do Portimonense para que o Porto ganhasse com mérito sem e-mails nem outras coisas, pois já estão muito mais á frente, afinal foram e são os maiores e não foi com e-mails que lá chegaram.
  • Porconta
    17 nov, 2017 Porto 22:38
    Este FCP é tão sério e o Árbitro mais sério ainda, se expulsar um jogador do Portimonense não chega-se, o Árbitro na sua mais seria atitude expulsava quantos fossem precisos do Portimonense para que o Porto ganhasse com mérito sem e-mails nem outras coisas, pois já estão muito mais á frente, afinal foram e são os maiores e não foi com e-mails que lá chegaram.
  • L.C.
    17 nov, 2017 Lx 22:35
    Foi preciso 11 contra 10. O declínio vem aí...