O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
Espaço do Consumidor
Um espaço para responder a todas as dúvidas dos consumidores (terças e quintas, depois das 14h30)
A+ / A-
Arquivo
Espaço do Consumidor

Sabe que pode escolher o seu médico de família?

08 fev, 2017 • Fátima Casanova


Há direitos e deveres. Saiba quais.

Os direitos e deveres dos doentes estão consagrados na lei nº 15/2014, de 21 de Março. Tome nota dos mais importantes, para que possa intervir nas decisões sobre a sua saúde.

Direitos

  • Escolher serviços e profissionais, tendo em conta os recursos e as regras de organização. Pode escolher, por exemplo, o médico de família, entre os que tiverem vagas na sua lista de doentes. Pode ainda optar pelo centro de saúde perto do local de trabalho em vez da área de residência – a inscrição fica sujeita a aceitação, dependendo dos recursos.
  • Aceitar ou recusar os tratamentos propostos.
  • Aceder aos meios de tratamento adequados.
  • O paciente tem o direito a ser informado sobre o seu estado de saúde, sobre as alternativas possíveis de tratamento e a evolução provável do seu estado.
  • A informação deve ser prestada sempre de forma clara e acessível.
  • Crianças e jovens com idade até aos 18 anos, internadas em estabelecimentos de saúde, têm direito ao acompanhamento permanente do pai e da mãe ou de pessoa que os substitua.
  • O acompanhamento da mulher grávida durante o parto é um direito, independentemente do período do dia ou da noite em que ocorra o trabalho de parto.
  • Reclamar, caso seja mal tratado.
  • Ao sigilo dos dados e da informação relativa ao seu estado de saúde.
  • A receber assistência religiosa.

Deveres

  • Respeitar os direitos dos outros doentes.
  • Observar as regras de organização e funcionamento dos serviços.
  • Pagar a parte que lhe cabe quando recebe cuidados.
  • Colaborar com os profissionais de saúde.

No sábado, assinala-se o Dia Mundial do Doente.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • ADISAN
    09 fev, 2017 Mealhada 21:46
    Sim, é verdade! Cada um pode escolher o seu médico de família, mas... na Alemanha, por exemplo. Não em Portugal.
  • Loid
    09 fev, 2017 Uruguai 21:03
    A canção é bonita. Só no terreno é completamente diferente.
  • Fernando Neves
    09 fev, 2017 Paredes 19:10
    Em que país????? e que portugueses?????... é só balela.....como disse um Ex Presidente "as leis são meramente indicativas" ....eu acrescento "e tendenciosas"....
  • laamorim
    09 fev, 2017 Lisboa 18:08
    Sério? Se não há médicos de família em número suficiente e há montes de gente em espera para ter médico de família, qual a utilidade da 'notícia' sobre o direito de escolha?
  • José Pinto
    09 fev, 2017 Vila Real 17:28
    Há um dever que não consta da lista mas é o mais importante de todos: zelar pela própria saúde. Hoje em dia toda a gente aprende na escola para que serve um preservativo no entanto a obesidade infantil continua a aumentar. Continuem a fazer listas com mais diretos que deveres e não sairemos da lama.
  • joa
    09 fev, 2017 Lisboa 17:27
    Isso deve ser ironia! Quais direitos?! Como aqueles que toda a gente tem direito a uma casa, emprego, à saude, a um salário digno?! Ainda por cima em portugal, desgovernado, quase 3º mundista, onde tiraram o tal médico de família a milhões de pessoas?! Nem no negócio da saude privada a pagar-se fortunas inaceitáveis as coisas funcionam bem, desorganizados, tratam os doentes como clientes, nos tais hospitais e clinicas privados, só querem fazer dinheiro! Vão ao Portal da Queixa e coloquem o nome dos tais que fazem tanta publicidade, lusíadas, luz, cufs, etc e vejam a negligência e péssimo serviço! Quem quer ser bem tartatdo só indo a paises civilizados e bem governados!