O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
Em Nome da Lei
O direito e as nossas vidas em debate. Sábado às 12h, com repetição domingo às 0h
A+ / A-
Arquivo
Em Nome da Lei - 24/9/2016 - Novo imposto imobiliário
Em Nome da Lei - 24/9/2016 - Novo imposto imobiliário

O novo imposto imobiliário

24 set, 2016


Um advogado, um proprietário e um mediador... Todos concordam que o novo imposto do imobiliário, anunciado pelo Bloco de Esquerda e pelo Governo, não é a solução que a esquerda promete e deseja.
Profissionais do sector não vêem vantagens no novo imposto sobre imóveis
Profissionais do sector não vêem vantagens no novo imposto sobre imóveis
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Vera
    26 set, 2016 Palmela 10:10
    Pois é! agora vamos ajudar quem precisa de fazer três refeições por dia, quem precisa de pôr os filhos a estudar, quem precisa de ter uma casa modesta para viver com a família e não em casas alugadas, com duas ou mais famílias; conheço quem alugue casas por quartos! e conheço rapazes a trabalhar com 14 anos, em nada com jeito! e conheço quem tinha um T2 já há 40 anos e teve que sair para um T0, porque o preço da renda ficou mais alto do que o da reforma! estávamos a voltar ao antigamente! estávamos! (no pretérito imperfeito)! mas este governo quer viver (o presente)! e caminhar para (o futuro, próximo)! graças a Deus!
  • Marco Almeida
    25 set, 2016 Olhão 17:38
    Claro que avisam e eu sei bem porquê, imaginemos uma vivenda, o proprietário pede pela mesma €450 mil, a imobiliária mete á venda por €550 mil para baixar para os €525 mil e o patego pensa que fez um grande negócio com um desconto de €25 mil, agora a mama acabou, e mais, a nossa finada classe média não compra casas ou apartamentos de €500 mil, quanto muito €250 mil e olha lá
  • Eugénio Rodrigues
    25 set, 2016 Angra do Heroísmo 13:13
    Coitadinhos dos ricos...