Princípio e Fim
A+ / A-
Arquivo
Princípio e Fim (25/10/15)
Princípio e Fim (25/10/15)

Princípio e Fim

Um sínodo para continuar a reflectir

25 out, 2015


O encerramento do sínodo dos Bispos sobre a Família foi o tema central do programa desta semana, onde esteve também em destaque a ordenação do novo bispo de Setúbal.

“Foi cansativo mas um verdadeiro dom de Deus, que seguramente produzirá muitos frutos”. Foram palavras do Papa este Domingo, já depois do encerramento do sínodo. Para Francisco as três semanas que durou o encontro foram uma prova de vitalidade da Igreja, e abriram “novos horizontes”.

No programa desta semana ouvimos as opiniões do Cardeal Patriarca de Lisboa e do bispo de Portalegre-Castelo Branco, que também esteve em Roma por ser o presidente da Comissão Episcopal do Laicado e Família. Falámos, ainda, com o padre Duarte da Cunha, que participou no encontro como perito. A jornalista Aura Miguel explicou que o sínodo é um órgão consultivo e que se espera agora que o Papa esclareça, numa Encíclica ou Exortação Apostólica, algumas das questões em relação às quais não há uma só linha de leitura, como é o caso do acesso aos sacramentos por parte dos divorciados recasados.

Em destaque no programa esteve a ordenação episcopal do novo bispo de Setúbal, com reportagem na cerimónia e com a entrevista à Renascença onde D. José Ornelas revela que pretende continuar as pisadas dos seus antecessores na diocese, no combate aos problemas sociais que ali subsistem.

A nossa reportagem passou esta semana também por Viseu, onde um padre ucraniano da Igreja Católica Oriental, casado, colabora com a diocese. É actualmente vigário paroquial em Nelas. Estivemos também em Algés, onde acompanhámos a homenagem à responsável pela Obra Social das Religiosas Dominicanas Irlandesas, que está à frente da instituição há 22 anos. Passámos pelo Fórum das Vocações, que decorreu em Fátima, e fomos à abertura do novo ano académico do Instituto Diocesano de Estudos Pastorais da diocese de Bragança- Miranda, onde Marcelo Rebelo de Sousa foi falar de João Paulo II e a misericórdia, mas comentou a actual crise de refugiados. Declarações na véspera de arrancar, no Porto, um curso de preparação para quem, por cá os vai receber, e que precisa de formação mínima sobre saúde mental e trauma, ética do acolhimento e diálogo inter-religioso.

Ouvimos ainda os organizadores do encontro que no próximo fim-de-semana vai reunir responsáveis dos mais de 30 campos de férias católicos que há em Portugal, e que todos os anos são procurados por milhares de crianças.

Maria Teresa Maia Gonzalez, uma das cronistas do “Princípio e Fim”, falou-nos da honra que sente em ter sido nomeada para o prémio “Alma”, o mais prestigiado prémio internacional no âmbito na literatura infanto-juvenil.

A crónica desta semana teve a assinatura do padre Tiago Freitas, responsável pelo departamento de comunicação da arquidiocese de Braga.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.