O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
Francisco Assis-João Taborda da Gama
Um eurodeputado a viver em Bruxelas e um professor universitário (especialista em direito fiscal) a viver em Lisboa olham para os principais temas da atualidade. À terça e quinta, às 9h15.
A+ / A-
Arquivo
Comentário de João Taborda da Gama - 05/07/2018
Comentário de João Taborda da Gama - 05/07/2018
J. Taborda da Gama

“Portugal é um país muito racista, naturalmente racista”

05 jul, 2018


O espaço de comentário desta quinta-feira contou apenas com a presença de João Taborda da Gama.

O comentador da Renascença João Taborda da Gama considera que "Portugal é um país muito racista, naturalmente racista".

O professor universitário comenta assim a entrevista que o alto-comissário para as Migrações, Pedro Calado, concedeu à Renascença e jornal "Público", na qual afirma que os portugueses não são racistas mas têm preconceitos.

"Não concordo", diz João Taborda da Gama, acrescentando que o "racismo em Portugal tem características muito próprias".

"Basta olhar à nossa volta, nos nossos empregos, na mobilidade social das pessoas de outra cor", aponta.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.