O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
Nota de Abertura
A+ / A-

​Liberdade de Imprensa

03 mai, 2018 • Opinião de Nota de Abertura


O desafio é complexo e joga-se em vários territórios e de diferentes formas.

Todos os tempos são tempos de ameaça aos princípios que damos por adquiridos e por isso é importante assinalar este 3 de Maio – o Dia Internacional da Liberdade de Imprensa. A liberdade é um pilar da democracia e sem ela o jornalismo fica comprometido.

O jornalismo é hoje ameaçado por múltiplas vias: pela mentira disfarçada com factos verdadeiros, por um tempo de urgências inimigo da reflexão, pela censura escondida, por agendas externas aos órgãos de comunicação social e por algoritmos que manipulam a verdade.

O desafio é complexo e joga-se em vários territórios e de diferentes formas: nos meios tradicionais, no digital e nas redes sociais.

Na Renascença tentamos que o centro das notícias esteja na pessoa, nos seus problemas e anseios e no que determina a sua vida, no respeito pela verdade e pluralismo. Tentamos diariamente estar a par com mundo, numa leitura da atualidade assente em valores dos quais não abdicamos.

Com a clareza dos princípios que a Renascença defende, conscientes da nossa identidade e do peso da nossa história, lutamos por uma sociedade mais bem informada, para que todos possam decidir em liberdade, o que pensar, o que dizer e o que fazer neste tempo em que vivemos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • MASQUEGRACINHA
    03 mai, 2018 TERRADOMEIO 19:51
    Sim, está certo, a Renascença não está mal de todo (até porque se rege por valores e princípios, legítimos e bem assumidos), mas também não é a perfeição que retratam nesta peça auto-glorificadora. Na Opinião há pouca diversidade, para lá da linha dos tais valores e princípios. Em alguns casos, os artigos são mesmo ilegíveis - por sectários, e até fundamentalistas e/ou pretensamente "fraturantes". Como penso que o interesse de escrever artigos é ter quem os leia, às vezes estranho essas presenças num meio como a Renascença. Já as notícias, parecem-me claras e equilibradas - às vezes, a precisar de mais cuidado na revisão. Também os critérios da mediação para publicação de comentários são algo bizarros, por vezes não respeitando os seus próprios termos e condições. No global, a nota é positiva.
  • 03 mai, 2018 12:25
    Pelo andar da carruagem este ano vai arder terreno agricola!