O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.

A+ / A-

Obrigado! Este vai ser um ano de esperança na Casa da Acreditar do Porto


As casas da Acreditar são lugares onde as crianças em tratamento e as suas famílias podem descansar e recuperar forças em cada etapa da sua luta diária contra o cancro

Na casa da Acreditar do Porto, os desejos para 2018 já se estão a realizar.

Graças à sua ajuda, vai ser possível manter oito quartos a funcionar durante um ano. Oito quartos que vão ser porto de abrigo para várias crianças com cancro e as suas famílias.

Obrigado por participar na campanha de Natal da Renascença. Juntos conseguimos reunir 97 mil euros, uma quantia que vai permitir que estas famílias continuem a contar com uma casa longe de casa.

Depois das consultas, depois dos tratamentos, estas famílias têm um refúgio para onde podem regressar e descansar, recuperar forças e, simplesmente, estar em família.

A sua ajuda foi fundamental e, por isso, a Renascença agradece a todos os que participaram: Muito obrigado.

Graças a si, este vai ser um ano de esperança para as famílias da casa da Acreditar do Porto.

Criada em 1994, a Acreditar – Associação de Pais e Amigos de Crianças com Cancro procura dar apoio às crianças que lutam contra o cancro e às suas famílias, garantindo, entre muitas outas vertentes, que têm um sítio para ficar quando se têm de deslocar para tratamentos.

Esta associação está presente em todas as fases da luta contra o cancro infantil, do diagnóstico ao internamento, do ambulatório ao pós-tratamento.

Nestes 23 anos, centenas de famílias já passaram pelas casas da Acreditar. Com a sua ajuda, este Natal, a Renascença quer apoiar a nova casa da Acreditar no Porto. Esta é uma casa com 16 quartos que, anualmente, tem um custo de manutenção de cerca de 13 mil euros por quarto.

Uma casa longe de casa. A importância das casas da Acreditar
Uma casa longe de casa. A importância das casas da Acreditar
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.