O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
Conselho de Directores
Debate com Graça Franco, da Renascença, Henrique Monteiro e Pedro Santos Guerreiro, do Expresso. Quinta às 19h
A+ / A-
Arquivo
Conselho de Directores - Trump e a “estratégia do louco” - 07/11/2017
Conselho de Directores - Trump e a “estratégia do louco” - 07/11/2017
Conselho de Directores

Trump e a “estratégia do louco”

07 dez, 2017


A decisão de Donald Trump de reconhecer Jerusalém como capital de Israel foi um dos temas em destaque no Conselho de Directores desta semana, com Graça Franco, Henrique Monteiro e Pedro Santos Guerreiro.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • JESUS
    08 dez, 2017 WWW.ceifadores.com.br 11:38
    Filhos de Israel! Levantai vossa cabeça, porque o tempo das nações pagãs aos poucos vem chegando (Lc. 21,24). É preciso, Minha Terra Natal, que, primeiro teu povo baixe a cabeça, e depois, então, olhe para o alto e diga-Me: 'Senhor! O que queres que nós façamos?' E Eu vos direi: "Que sejam assim como fui nos Meus tempos. O exemplo vos deixei". Todos aqueles que vierem ferir alguém com suas espadas, com elas serão feridos. Tirei a espada da mão de Pedro e mandei que não fizeste isto. Então, entreguei-Me nas mãos dos carrascos por amor a vós. Agora, pelo mundo inteiro venho-vos pedir: Se não olhardes os vossos erros, podereis perder até a última coisa que vos resta, que é a alma. Sim, como te posso perdoar, Jerusalém, se pisoteias as pessoas inocentes? O inimigo quer tomar esse lugar à força e nenhum membro de Minha Igreja lembra desta profecia: "Virão dias que não ficará pedra sobre pedra" (Lc. 21,6).