O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
Conversas Cruzadas
A+ / A-
Arquivo

A banca está a emprestar mais, mas será suficiente?

23 jul, 2017


Assunto em discussão nesta edição do Conversas Cruzadas.

A economia portuguesa cresceu 2,8% no primeiro trimestre deste ano, depois de ter crescido 1,4% em 2016, ainda assim há especialistas a sugerir que a Banca está a emprestar mais, mas não o suficiente.

O dinheiro em depósitos é superior ao crédito, o que poderá ser sinal de liquidez a mais.

Haverá sistema financeiro a mais para economia real a menos? Que influência teve o processo de ajustamento para a poupança de empresas, do Estado e das famílias?

São perguntas para este Conversas Cruzadas que projecta um olhar intemporal sobre “poupança e financiamento da economia portuguesa” justamente o título de livro publicado, há dois meses, edição Imprensa Nacional Casa da Moeda, e da autoria dos professores universitários Fernando Alexandre, Luis Aguiar-Conraria, Pedro Bação e Miguel Portela.

Nesta emissão é convidado Fernando Alexandre, professor na Universidade do Minho, investigador na área da macroeconomia e política económica, antigo secretário de estado adjunto do Ministro da Administração Interna, a juntar-se, excepcionalmente, ao Prof. Luís Aguiar Conraria, economista e a Nuno Botelho, jurista e empresário.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.