Conversas Cruzadas
Programa sobre a atualidade que passa ao domingo, às 12h00, com reposição à segunda às 00h00.
A+ / A-
Arquivo
Conversas Cruzadas - Baixa pressão até Outubro - 19/05/2019
Conversas Cruzadas - Baixa pressão até Outubro - 19/05/2019

Baixa pressão até Outubro

21 jul, 2019


Nuno Garoupa, Aguiar-Conraria, Carvalho da Silva e Nuno Botelho analisam a actualidade.

Em plena pré-campanha para as legislativas de 6 de Outubro, aí estão os partidos a indicar o que pretendem levar à prática na hipótese de vencerem as eleições.

Multiplicam-se os exercícios de intenções para convencer os eleitores da bondade da sua opção com as promessas de baixa generalizada de impostos.

O PSD antecipa descidas nos escalões intermédios do IRC, baixa do IRC de 21% para 17% e do IVA do gás, da energia eléctrica e do IMI.

O PS também promete olhar para a classe média e “continuar a trajectória” da redução dos impostos sobre o trabalho. CDS, BE e PCP também apontam para descidas da carga fiscal. Quem não?

Outros temas a marcar a pré-campanha são o ambiente, com promessas alargadas para todas as áreas dos transportes à indústria, e também a melhoria da qualidade dos serviços públicos em acentuada quebra.

A má imagem do PS na gestão das contas públicas está ultrapassada neste mandato, mas há ângulos da governação sujeitos a enorme tensão: são frentes clássicas da saúde, justiça, educação e transportes.

Mas, com o PS a navegar à bolina com o vento favorável soprado pelo conforto das últimas sondagens, até Outubro quais são as variáveis que podem alterar esta aparente vantagem?

Esta é uma das perguntas para este Conversas Cruzadas onde se olha também para o relatório parlamentar à CGD, concluído com algum consenso e sem críticas de politização. Afinal, há sempre uma primeira vez. Para tudo.

Participam Nuno Garoupa, professor da GMU Scalia Law, universidade em Arlington, na Virginia, EUA, Luís Aguiar-Conraria, professor da Universidade do Minho, Manuel Carvalho da Silva, professor da Universidade de Coimbra e Nuno Botelho, presidente da Associação Comercial do Porto.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.