Tempo
|
A+ / A-

Presidente da República falha Web Summit para ir à Guiné-Bissau

26 out, 2023 - 18:04 • Susana Madureira Martins

Marcelo Rebelo de Sousa tenciona ir às comemorações dos 50 anos de independência da Guiné Bissau, numa deslocação que dura de 13 a 16 de novembro, precisamente os dias em que decorre o evento de Lisboa. António Costa também vai a Bissau, mas só num dos dias.

A+ / A-

Este ano, o Presidente da República não vai estar presente no encerramento da Web Summit, para se deslocar numa viagem à Guiné-Bissau entre os dias 13 e 16 de novembro, precisamente os dias em que se realiza em Lisboa a cimeira tecnológica.

Marcelo Rebelo de Sousa estará em Bissau para participar nas comemorações dos 50 anos da independência daquele país africano. De resto, a Presidência da República confirma à Renascença essa ausência.

Questionada se Marcelo tenciona estar presente na Web Summit, a resposta de Belém é que "em anos anteriores o Presidente da República costumava intervir no encerramento da WS. Este ano tal não foi previsto devido à deslocação à Guiné-Bissau para estar presente nas comemorações dos 50 anos da independência" daquele país.

As comemorações estão marcadas para 16 de novembro, sendo que este nem sequer é o dia oficial da independência da Guiné-Bissau, que se comemora a 24 de setembro desde 1973.

A Renascença sabe que António Costa também vai estar presente nas comemorações da independência da Guiné-Bissau, mas apenas nesse dia, ou seja, 16 de novembro, dando folga para estar presente nos primeiros dois dias da Web Summit.

Também à Renascença, fonte parlamentar refere que ainda não deu sequer entrada na Assembleia da República o pedido de deslocação de Marcelo a este país. Para a viagem acontecer o pedido tem de ser aprovado pelos deputados.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+