Tempo
|
Tópico:

francisco sarsfield cabral


  • Não basta redigir leis

    Não basta redigir leis

    23 mai, 2022 - 06:15

    É frequente entre nós os políticos redigirem leis e depois muitas dessas leis não serem aplicadas. Outras vezes as leis não são regulamentadas. E a vontade de legislar leva às vezes a um descabido intervencionismo estatal na esfera privada das pessoas.
  • Movimentações na União Europeia

    Movimentações na União Europeia

    13 mai, 2022 - 06:11

    O governo de Boris Johnson prepara-se para rasgar o acordo sobre a Irlanda do Norte que negociou com a UE. Uma decisão unilateral, que a UE não poderá aceitar. Já Macron avançou com uma proposta que não necessita de qualquer revisão dos tratados.
  • Um grave ataque à democracia

    Um grave ataque à democracia

    14 mar, 2022 - 06:09

    A invasão do Capitólio, em Washington, foi um dos mais graves, se não o mais grave, episódio da história da democracia americana. Há a esperança de que os políticos do partido republicano cessem de branquear este grave atentado à democracia.
  • ​A Ucrânia e as políticas nacionais

    ​A Ucrânia e as políticas nacionais

    09 mar, 2022 - 06:00

    A crise da Ucrânia não ditou apenas alterações na cena internacional. Em vários países a crise está a ter efeitos no plano nacional.
  • Putin e a extrema-direita

    Putin e a extrema-direita

    18 fev, 2022 - 06:00

    Putin recebeu amistosamente Bolsonaro. A extrema-direita e os autocratas têm em comum não apreciarem a democracia liberal.
  • “Robots” e empregos

    “Robots” e empregos

    28 jan, 2022 - 06:17

    Contra as previsões que apontavam os “robots” como destruidores de empregos surgem indícios de sentido inverso. As narrativas sobre o fim dos empregos por causa dos “robots” são desmentidas pela realidade.
  • Depois da cimeira da democracia

    Depois da cimeira da democracia

    13 dez, 2021 - 06:20

    A grande ajuda que Washington pode dar à causa da democracia representativa no mundo está em mostrar que, internamente, preza e respeita o regime democrático. É uma tarefa essencial, mas difícil, a que J. Biden e o seu partido têm que dar prioridade efetiva.