Tópico:

dúvidas públicas


  • Entrevista a Manuel Castro Almeida, ministro da Coesão Territorial

    dúvidas públicas

    Entrevista a Manuel Castro Almeida, ministro da Coesão Territorial

    25 mai, 2024 - 11:33

    Em entrevista à Renascença, o ministro Adjunto e da Coesão Territorial admite também que ainda há pagamentos bloqueados. Manuel Castro Almeida compromete-se a acelerar a execução, só este verão a construção vai ter mais de 2 mil milhões do PRR para casas, escolas e centros de saúde.
  • Castro Almeida. Maioria dos projetos do PRR são pagos "fora do prazo"

    Dúvidas Públicas

    Castro Almeida. Maioria dos projetos do PRR são pagos "fora do prazo"

    25 mai, 2024 - 11:01

    Em entrevista à Renascença, o ministro Adjunto e da Coesão Territorial admite também que ainda há pagamentos bloqueados. Manuel Castro Almeida compromete-se a acelerar a execução, só este verão a construção vai ter mais de 2 mil milhões do PRR para casas, escolas e centros de saúde. Explica ainda o que é preciso melhorar na descentralização, volta a defender a regionalização e, na véspera do arranque da campanha para as europeias, critica a dependência excessiva de Portugal aos fundos europeus.
  • Castro Almeida. Maioria dos projetos do PRR são pagos "fora do prazo"

    Dúvidas Públicas

    Castro Almeida. Maioria dos projetos do PRR são pagos "fora do prazo"

    25 mai, 2024 - 09:00

    Em entrevista à Renascença, o ministro Adjunto e da Coesão Territorial admite também que ainda há pagamentos bloqueados. Manuel Castro Almeida compromete-se a acelerar a execução, só este verão a construção vai ter mais de 2 mil milhões do PRR para casas, escolas e centros de saúde. Explica ainda o que é preciso melhorar na descentralização, volta a defender a regionalização e, na véspera do arranque da campanha para as europeias, critica a dependência excessiva de Portugal aos fundos europeus.
  • Entrevista a Manuel Castro Almeida, ministro da Coesão Territorial
  • Eliminar portagens das ex-SCUT "é um desperdício de recursos"

    Dúvidas Públicas

    Eliminar portagens das ex-SCUT "é um desperdício de recursos"

    18 mai, 2024 - 08:00

    António Mendonça, antigo ministro das Obras Públicas de José Sócrates, critica a retirada das portagens das ex-SCUT, uma medida que considera eleitoralista, e defende que o novo aeroporto pode ser feito em metade do prazo. Em entrevista à Renascença, o Bastonário dos Economistas diz também que é inútil a recente discussão pública sobre as contas do país, mas avisa que será necessário fazer escolhas. Defende ainda a intervenção do regulador na banca, para que refita os juros altos nos depósitos.
  • Eliminar portagens das ex-SCUT "é um desperdício de recursos"

    Eliminar portagens das ex-SCUT "é um desperdício de recursos"

    18 mai, 2024 - 08:00

    António Mendonça, ministro das Obras Públicas de José Sócrates, critica a retirada das portagens das ex-SCUT, uma medida que considera eleitoralista, e defende que o novo aeroporto pode ser feito em metade do prazo. Em entrevista à Renascença, o Bastonário dos Economistas diz também que é inútil a recente discussão pública sobre as contas do país, mas avisa que será necessário fazer escolhas. Defende ainda a intervenção do regulador na banca, para que reflita os juros altos nos depósitos.
  • Entrevista a Rogério Carapuça

    Entrevista a Rogério Carapuça

    11 mai, 2024 - 13:00

    As empresas vão ter de "reforçar" o investimento contra a cibercriminalidade, uma despesa que terá cada vez mais peso, num combate cada vez mais difícil. Em entrevista à Renascença, o presidente da Associação para o Desenvolvimento das Comunicações critica ainda políticas protecionistas, o orgulho nacional em sermos um país de pequenas e médias empresas, e avisa que não há espaço nas telecomunicações para um novo grande operador. Na véspera do congresso anual da APDC, Rogério Carapuça fala também da revolução digital no ensino e do impacto da IA no trabalho.
  • Proteção contra ciberataques vai ser cada vez mais difícil e cara

    Dúvidas Públicas

    Proteção contra ciberataques vai ser cada vez mais difícil e cara

    11 mai, 2024 - 08:00

    As empresas vão ter de "reforçar" o investimento contra a cibercriminalidade, despesa que terá cada vez mais peso. Em entrevista à Renascença, o presidente da Associação para o Desenvolvimento das Comunicações critica políticas protecionistas, o orgulho nacional em sermos um país de pequenas e médias empresas e avisa que não há espaço nas telecomunicações para um novo grande operador. Na véspera do congresso anual da APDC, Rogério Carapuça fala também da revolução digital no ensino e do impacto da IA no trabalho.
  • Proteção contra ciberataques vai ser cada vez mais difícil e cara

    Dúvidas Públicas

    Proteção contra ciberataques vai ser cada vez mais difícil e cara

    11 mai, 2024 - 08:00

    As empresas vão ter de "reforçar" o investimento contra a cibercriminalidade, uma despesa que terá cada vez mais peso, num combate cada vez mais difícil. Em entrevista à Renascença, o presidente da Associação para o Desenvolvimento das Comunicações critica ainda políticas protecionistas, o orgulho nacional em sermos um país de pequenas e médias empresas, e avisa que não há espaço nas telecomunicações para um novo grande operador. Na véspera do congresso anual da APDC, Rogério Carapuça fala também da revolução digital no ensino e do impacto da IA no trabalho.
  • APDC diz que não há espaço no mercado para mais um grande operador de telecomunicações

    Dúvidas Públicas

    APDC diz que não há espaço no mercado para mais um grande operador de telecomunicações

    10 mai, 2024 - 07:30

    O presidente da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações (APDC) admite, em entrevista à Renascença, que a entrada iminente no mercado de um novo operador, a Digi, vai mexer com os preços. As operadoras não têm escala para resolver este problema. Rogério Carapuça avisa ainda o regulador, a ANACOM, que a regulação não pode confundir-se com a defesa do consumidor.