O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.

Direcção-Geral da Saúde analisa pico de mortalidade

27 fev, 2012

Estima-se que tenham morrido mais de três mil pessoas numa semana, a maioria idosos com mais de 65 anos.
Direcção-Geral da Saúde analisa pico de mortalidade
A Direcção-Geral da Saúde reúne, esta manhã, para analisar os dados relativos ao pico de mortalidade registado na semana de 13 a 19 de Fevereiro.

Segundo a informação recolhida pelo Instituto Ricardo Jorge, estima-se que durante este período tenham morrido mais de três mil pessoas, a maioria idosos com mais de 65 anos.

As baixas temperaturas, associadas a um aumento da actividade gripal, são apontadas como causa mais provável para a ocorrência do "pico".

O ministro da Saúde, Paulo Macedo, revelou que estão a ser investigados os factores que desencadearam este fenómeno.

Os médicos passam, entretanto, a registar o óbitos na internet de forma a permitir saber quantas pessoas morreram e por que causas.