|

Velódromo do Museu Soares dos Reis vai ser recuperado

16 mai, 2014 • Marília Freitas

Zona tem estado fechada por falta de jardineiros. O velódromo foi mandado construir pelo rei D. Carlos, nas traseiras do edifício, que era propriedade da Casa de Bragança.

O velho velódromo do Museu Nacional Soares dos Reis, no Porto, vai reabrir ao público, em Setembro.

No início do século XXI, o espaço, que constituía o maior recinto desportivo do Porto do início do século XIX, foi requalificado pelo arquitecto Fernando Távora, que recuperou parte da estrutura original da pista, enquadrando-a num jardim onde se exibem, por exemplo, brasões de velhas casas senhoriais do Porto.

A zona tem estado, contudo, fechada por falta de jardineiros no quadro de pessoal do Soares dos Reis e o espaço só abre ao público uma vez por ano, no Dia Internacional dos Museus. Assim acontecerá no domingo, mas a directora do museu, Maria João Vasconcelos, revelou à Renascença que a zona do velódromo vai ser recuperada para abrir ao público em Setembro.

O velódromo foi mandado construir pelo rei D. Carlos, nas traseiras do edifício, que era propriedade da Casa de Bragança e, por isso, designado muitas vezes por Palácio Real.

Veja a fotogaleria e ouça as declarações da directora do Museu Nacional Soares dos Reis