O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|

D. Manuel Clemente regressa a casa, agora como Patriarca de Lisboa

18 mai, 2013 • Filipe d'Avillez

Nascido e formado no patriarcado de Lisboa, o novo Patriarca de Lisboa é um excelente comunicador, é respeitado pelo mundo da cultura e venceu o Prémio Pessoa em 2009.
D. Manuel Clemente acaba de ser nomeado Patriarca de Lisboa pelo Papa Francisco. O actual bispo do Porto é um homem que conhece muito bem a diocese de Lisboa, de onde é natural.

Nascido em Torres Vedras, foi ordenado apenas aos 31 anos, uma vez que só entrou para o seminário depois de completar o curso de história. É especialista em história da Igreja.

Depois de ordenado, manteve-se sempre ligado aos seminários e chegou a ser responsável pelo seminários dos Olivais, sucedendo nesse cargo a D. José Policarpo. Em 2000, sem grande surpresa, foi consagrado bispo auxiliar de Lisboa, tendo colaborado muitos anos com o então Patriarca D. José, até ser transferido para o Porto em 2007.

Há muitos anos que trabalha de perto com os meios de comunicação, participando num programa da Renascença, "O Dia do Senhor", há cerca de uma década. É colaborador regular de programas de rádio e de televisão de outras emissoras também, além de ter sido o primeiro bispo português a transmitir uma mensagem de Natal pelo YouTube. É autor de vários livros, alguns sobre história da Igreja, outros mais pastorais.

É uma figura reconhecida no meio cultural português e foi um dos grandes incentivadores da Pastoral Cultural em Portugal, tendo presidido durante vários anos à respectiva comissão episcopal. Excelente comunicador, é muito respeitado pelos meios intelectuais fora e dentro da Igreja. Em Dezembro de 2009, venceu o Prémio Pessoa, um dos mais respeitados galardões em Portugal.

D. Manuel Clemente tem ligações ao movimento escutista e também às Equipas de Nossa Senhora, um movimento que cultiva a espiritualidade dos casais, tendo assistido duas equipas de casais enquanto estava em Lisboa.