Associação católica em Viseu quer ajudar jovens empresários

09 out, 2012 • Liliana Carona

Projecto conta com o apoio de D. Ilídio Leandro e tem já muitas propostas para jovens empreendedores da região.  
Associação católica em Viseu quer ajudar jovens empresários
Associação católica em Viseu quer ajudar jovens empresários
Não é mais uma associação, é algo completamente diferente. A recém-formada Jovens Empresários e Empreendedores Católicos – de Acção Nacional (JEEC-AN), criada há poucos dias em Viseu quer levar princípios e valores à área do negócio e estender a mão aos novos empresários.

Tudo começou com uma conversa entre o jovem empresário André Ferreira e o Bispo de Viseu, D. Ilídio Leandro: “Muitas conversas informais, particulares, em que lhe expus algumas preocupações que tinha sobre as empresas em Viseu, sobre os jovens empresários que querem começar e que muitas vezes não têm solução.”

André Ferreira é um exemplo de como pode ser difícil ser um jovem empreendedor. “Eu deixei de estudar aos 19 anos e abri uma empresa e não tive uma falência porque tinha os meus pais por detrás, para me apoiar. Essa preocupação já vem de há muitos anos, neste momento é que se tornou propício, porque o D. Ilídio está sempre perto dos jovens e gosta de apoiar estas iniciativas”.

Hoje André Ferreira, presidente da JEEC-AN promete estender a mão aos novos empresários e não só. Já existe um leque de actividades para o ano inteiro: “Desde ‘workshops’, ‘benchmarketing’, uma incubadora de empresas, uma feira de empreendedorismo que vamos lançar para o ano em ‘low cost’ para que as ideias que saem da universidade tenham um stand quase a custo zero”.

André Ferreira faz questão de esclarecer que esta não é apenas mais uma associação. “Não é mais uma, é uma associação de valores e que quer mudar alguma coisa. Estamos ligados à Igreja, aos valores, ao empreendedorismo de valores, sustentável”.

Uma associação de jovens que não é só composta por jovens, com 30 associados e a ambição de chegar ainda este mês aos 50, a nova associação tem também elementos de mais idade, para que os mais novos possam aprender com os mais velhos.