Um milhão de portugueses fez voluntariado em 2012

18 abr, 2013

Número representa 368,2 milhões de horas de trabalho voluntário. Estudo do INE revela que as mulheres participam mais do que os homens e que é na na faixa dos 25 aos 44 anos que há mais voluntários.
Um milhão de portugueses com 15 ou mais anos realizou em 2012 trabalho voluntário, dedicando, em média, 29 horas por mês a esta actividade. Os dados dados são do Instituto Nacional de Estatística (INE), que desenvolveu um inquérito piloto para caracterizar o trabalho voluntário nacional.

Os dados estimam que, em 2012, 11,5% da população com 15 ou mais anos (1.040.000) tenha participado em, pelo menos, uma actividade formal ou informal de voluntariado, o que representou 368,2 milhões de horas de trabalho voluntário.

"Tendo como referência o total de horas trabalhadas das Contas Nacionais Portuguesas pode concluir-se que as horas de trabalho voluntário equivaleram a 4,1% do total de horas trabalhadas", sublinha o documento.

A percentagem de mulheres a fazer voluntariado foi superior à dos homens, 57,3% e 42,7%, respectivamente. E a maior parte é casada (56,8%).

O INE refere que "a distribuição etária do voluntariado reflecte, de certa forma, a estrutura da população, não havendo grandes diferenças" no que respeita à taxa de voluntariado: 11,6% na faixa dos 15-24 anos, 13,1% dos 25 aos 44 anos, 12,7% dos 45 aos 64 anos e 7,3% com 65 ou mais anos.

Considerando a taxa de voluntariado por região, o INE refere que o Centro (12,3%) e Lisboa (12,0%) apresentaram taxas acima da média do país (11,5%).

Pouco mais de metade do total de voluntário (51,6%) realizou uma actividade voluntária através de uma organização ou instituição, refere o estudo, acrescentando que 51,4% dos voluntários desempenharam actividades a título ocasional e 48,5% numa base regular.

O Inquérito ao Trabalho Voluntário 2012 refere que "o trabalho voluntário constitui um recurso crucial de resolução de muitos problemas sociais, económicos e ambientais da actualidade", mas ainda tem "pouca visibilidade estatística".