Fátima dominou conversa entre Papa e novo embaixador de Portugal

18 abr, 2013 • Aura Miguel

António Almeida Ribeiro apresentou as suas credenciais a Francisco, no Vaticano, e presenteou o Papa com uma garrafa de vinho do Porto com 20 anos.
O Papa recebeu esta quinta-feira em audiência o novo embaixador português junto da Santa Sé. A conversa com António Almeida Ribeiro foi dominada pelo tema Fátima.

O diplomata entregou ao Papa uma garrafa de vinho do Porto com 20 anos e os dois conversaram durante alguns minutos sobre os assuntos que interessam à Igreja e a Portugal.

António Almeida Ribeiro expressou a Francisco a alegria dos portugueses pelo facto de este ter decidido consagrar o seu pontificado a Nossa Senhora de Fátima. As celebrações relativas às aparições também foram abordadas.
 
"Falei-lhe também dos 100 anos das aparições de Fátima em 2017, das quais estava bem ciente, e que naturalmente Portugal gostaria de celebrar condignamente com a Santa Sé. O Papa anuiu inteiramente a este desejo, correspondendo com todo o empenho do lado dele", disse António Almeida Ribeiro.

"Falei-lhe também das antigas relações entre Portugal e a Santa Sé. Lembrei que para o ano celebramos os 500 anos da célebre embaixada que D. Manuel enviou ao Papa Leão X, não só pelas características que teve, mas sobretudo pelo significado político que teve para a época e para o relacionamento entre Portugal e a Santa Sé", acrescentou o embaixador, recordando a magnífica delegação enviada pelo rei português a Roma em 1514, que pretendia demonstrar a grandeza que Portugal estava a alcançar com as conquistas e descobertas ultramarinas.


[artigo corrigido às 17h57]