Ataque dos terroristas do al-Shabab faz 10 mortos na Somália

14 abr, 2015

O alvo foram dois ministérios em Mogadishu. Os sete jihadistas acabaram por ser mortos pelas forças de segurança.
Ataque dos terroristas do al-Shabab faz 10 mortos na Somália
Um ataque terrorista fez pelo menos 10 mortos na capital da Somália, esta terça-feira. Duas explosões abalaram as redondezas dos ministérios da Educação Superior e do Petróleo e Minerais. De seguida sete jihadistas tentaram ocupar os edifícios.

Um porta-voz do Governo afirmou que 10 pessoas morreram por causa do ataque, oito civis e dois militares, incluindo um das forças da União Africana que apoiam o Governo na sua luta contra o al-Shabab, o grupo fundamentalista islâmico que reivindicou o ataque e que, há duas semanas, mataram 148 estudantes numa universidade no Quénia.

Outras fontes apontam para 15 mortos e mais de 20 feridos devido ao atentado. Os sete terroristas que levaram a cabo o ataque acabaram por ser mortos.

O al-Shabab defende a criação de um regime islâmico radical na Somália. O grupo chegou a controlar grande parte do país mas uma intervenção internacional, primeiro a título individual da Etiópia e mais tarde da União Africana, expulsou-o de Mogadishu, permitindo o estabelecimento de um Governo nacional.

Apesar de ter perdido muito terreno, o al-Shabab continua a provar que tem capacidade de manobra para atingir alvos tanto na capital da Somália como nos países vizinhos.