|

Supermercado de Paris. Quatro reféns mortos

09 jan, 2015

Número confirmado pelo Presidente francês. Sequestrador foi abatido. Operação em simultâneo com a que matou os suspeitos do ataque ao "Charlie Hebdo". [Em actualização]

Supermercado de Paris. Quatro reféns mortos
Supermercado de Paris. Quatro reféns mortos
O homem que esta sexta-feira fez vários reféns e um ferido grave neste supermercado foi abatido, avança o jornal francês "Le Monde". A operação foi realizada ao mesmo tempo do que a que pôs fim ao sequestro em Dammartin-en-Goêle, França, pelos irmãos Kouachi, suspeitos de terem atacado o jornal "Charlie Hebdo".
Quatro reféns morreram no supermercado judaico em Paris, confirmou o Presidente francês, François Hollande.

O homem que esta sexta-feira fez vários reféns e um ferido grave neste supermercado foi abatido.

De acordo com a agência Reuters, no local foram ouvidos quatro explosões e imagens transmitidas pela televisão francesa mostraram os reféns a ser retirados do estabelecimento comercial.

A operação foi realizada ao mesmo tempo do que a que pôs fim ao sequestro em Dammartin-en-Goêle, França, pelos irmãos Kouachi, suspeitos de terem atacado o jornal "Charlie Hebdo".

Os irmãos Saïd e Chérif Kouachi foram mortos num assalto das forças de segurança à tipografia onde se encontravam. O refém foi libertado.

[Em actualização]