|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

Malala quer combater os talibã com livros e canetas

12 jul, 2013

A estudante paquistanesa Malala Yousufzai foi homenageada nas Nações Unidas como símbolo da educação para todas crianças paquistanesas, nove meses depois de ter sido baleada na cabeça por um talibã, ao sair de um autocarro.

Malala quer combater os talibã com livros e canetas
Malala quer combater os talibã com livros e canetas
A estudante paquistanesa Malala Yousufzai foi homenageada esta sexta-feira nas Nações Unidas, como símbolo da Educação para todas crianças paquistanesas, nove meses depois de ter sido baleada na cabeça por um talibã, ao sair de um autocarro. No dia em que completa 16 anos, Malala disse que os terroristas falharam na tentativa de a silenciar, porque "do silêncio saíram milhares de vozes", e defendeu que "os livros e as canetas são as armas mais poderosas que existem".

NOTA: SE ESTIVER A CONSULTAR ESTE ARTIGO NA APLICAÇÃO DA RENASCENÇA PARA ANDROID, IPAD, IPHONE OU MOBILE, TEM DE IR À ÁREA DA V+ PARA VISUALIZAR O VÍDEO.