O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
Portugal

Fosso entre os que ganham mais e os que ganham menos aumentou em 2010

27 dez, 2012

Dados foram revelados pelo Instituto Nacional de Estatística. População em risco de pobreza era de 18%.
Os indicadores sociais do Instituto Nacional de Estatística, revelados esta quinta-feira, revelam que "o rendimento monetário líquido equivalente dos 10% da população com maiores rendimentos [em 2010] correspondia a 9,4 vezes o rendimento dos 10% da população com menores rendimentos, valor ligeiramente superior ao estimado para o ano anterior (9,2)".

Os dados do INE revelam ainda que a população em risco de pobreza era de 18% em 2010, um valor próximo do que foi estimado para os dois anos anteriores (17,9%).

Já no que concerne a 2011, o Produto Interno Bruto (PIB) por habitante decresceu em termos reais, o consumo final das famílias também diminuiu e o montante dos empréstimos para aquisição de habitação concedidos por instituições financeiras caiu. 

Relativamente a emprego, o INE adianta que a taxa de desemprego fixou-se em 12,7% em 2011. A população desempregada rondou os 706 mil, da qual 10,5% correspondia a pessoas à procura do primeiro emprego.

O salário mínimo nacional, em termos reais, teve um decréscimo de 3,6% em 2011 face ao ano anterior.

As receitas de protecção social aumentaram 21,5% entre 2005 e 2010 e as despesas 23,2%, segundo os Indicadores sociais.

[artigo corrigido às 18h31; título do artigo alterado às 20h47]