Banco Alimentar recolheu quase três mil toneladas de alimentos

03 dez, 2012

Durante o fim-de-semana foi ainda batido um recorde: cerca de 38.300 voluntários saíram de casa para ajudar na recolha, distribução e armazenamento dos alimentos. Bens vão agora ser entregues a mais de 370 mil pessoas carenciadas.    
Em dois dias, o Banco Alimentar contra a Fome recolheu 2.914 toneladas de alimentos na campanha realizada nos supermercados. "Este é um resultado extraordinário, atendendo à altura de crise que afecta tantas famílias", disse Isabel Jonet, presidente da organização.

“Penso que o resultado desta campanha é um sinal de esperança para a sociedade, porque mostrou que os portugueses sabem ser solidários e, sobretudo, sabem partilhar mesmo quando têm dificultardes”, sublinha.

As 2.914 toneladas de alimentos recolhidas vão ser distribuídas a partir da próxima semana a 2.373 instituições de solidariedade social, para entrega a cerca de 373 mil pessoas carenciadas.

Durante o fim-de-semana foi ainda batido um recorde: cerca de 38.300 voluntários saíram de casa para ajudar na recolha, distribução e armazenamento dos alimentos.

A campanha decorreu no sábado e domingo, nos supermercados do país, com o objectivo de recolher alimentos essenciais para pessoas carenciadas, nomeadamente farinha, leite, arroz, massa, óleo, azeite e vários tipos de enlatados.

A campanha dos Bancos Alimentares Contra a Fome realizada em Novembro do ano passado recolheu cerca de 2.950 toneladas de alimentos.

A par da campanha de recolha de alimentos em supermercados, o Banco Alimentar Contra a Fome disponibiliza ainda, até 9 de Dezembro, a possibilidade de doar alimentos online em www.alimentestaideia.net. O objectivo é dar a possibilidade das pessoas poderem fazer doações sem se deslocarem aos estabelecimentos comerciais.