O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|

Crato garante que todos os professores vão “contribuir para o sistema”

02 ago, 2012

De acordo com dados provisórios do Ministério da Educação e Ciência, mais de 13 mil professores do quadro estão sem horário para o próximo ano lectivo.

Nuno Crato voltou a garantir esta quinta-feira que todos os professores que pertencem ao quadro vão “contribuir para o sistema” escolar.

O ministro da Educação diz que o facto de o número de professores com horário zero  estar a ser divulgado apenas dá conta de um processo transparente e reafirma que os professores que pertencem ao quadro vão ter que fazer nas escolas.

“Estes números só saíram porque passou a haver um processo de maior transparência”, disse o ministro na cerimónia de assinatura de um protocolo de fusão entre a Universidade de Lisboa e a Universidade Técnica.

“Não vale a pena estarmos a especular muito sobre estes números porque estamos a meio de um processo de colocação de professores que estará concluído no início do ano lectivo”, defende Nuno Crato, afiançando que “é um processo que vai pouco a pouco sendo completado e em que todos os professores do quadro irão contribuir para o sistema”.

De acordo com dados provisórios do Ministério da Educação e Ciência, mais de 13 mil professores do quadro estão sem horário para o ano lectivo de 2012/2013 e sujeitos a concurso de mobilidade interna.