O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|

Governo vai reembolsar empresas que contratem jovens desempregados

06 jun, 2012 • Paula Caeiro Varela

Programa Impulso Jovem é aprovado esta quarta-feira em Conselho de Ministros.
As empresas que contratem jovens desempregados de longa duração vão ser reembolsadas nas contribuições para a Segurança Social, até o máximo de 150 euros por mês e durante 18 meses.

Ao que a Renascença apurou, é uma das medidas que faz parte do programa do Governo para travar o desemprego entre os jovens, que vai ser aprovado hoje em Conselho de Ministros.

Em linhas gerais, os incentivos às empresas assentam na formação profissional, no apoio à contratação e ao empreendedorismo, apoios ao investimento e também no chamado “passaporte emprego”.

Este último programa prevê a atribuição de bolsas a empresas que promovam estágios profissionais para desempregados dos 16 aos 34 anos e inscritos há, pelo menos, quatro meses nos centros de emprego.

O apoio inclui um prémio de integração se for feito um contrato sem termo. Sabe-se apenas que o valor é variável, em função da dimensão da entidade empregadora, da remuneração e da duração do contrato.

Para apoiar a contratação de desempregados jovens de longa duração, o Governo avança com um reembolso das contribuições para a Segurança Social para os contratos a termo. Um apoio temporário até 18 meses e que corresponde a 90% do montante da contribuição para a Segurança Social, até um máximo de 150 euros por mês, segundo fonte do Executivo.

O programa Impulso Jovem prevê ainda apoio para projectos de empreendedorismo, vai ser lançado um programa nacional de micro-crédito e o Governo promete mais facilidades no acesso ao crédito para as pequenas e médias empresas.

Ao todo, as contas do Executivo são que 90 mil jovens sejam abrangidos pelo programa, que vai custar 350 milhões de euros – verbas que vêm da reprogramação do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN).

Mais de 35% dos jovens portugueses está sem trabalho.