Greve geral

Polícia intervém contra piquete de greve na Carris

24 nov, 2011

PSP já interveio duas vezes. Grevistas dizem que vão continuar a fazer “o seu papel”.

Polícia intervém contra piquete de greve na Carris
Polícia intervém contra piquete de greve na Carris
A polícia já interveio duas vezes num piquete de greve da Carris que visa impedir os autocarros de saírem. De resto, verifica-se um cenário mais ao menos normal nas primeiras horas da manhã em Lisboa, com autocarros a circular.
O corpo de intervenção da PSP interveio hoje, por duas vezes, na estação de recolha da Carris na Musgueira, onde um piquete de greve quer impedir os autocarros de sair.

O primeiro incidente ocorreu por volta das 6h00. “Fomos forçados pela polícia a abrir o nosso cordão e eles tiveram condições de colocar os carros na rua”, conta à Renascença Eugénio Bernardes, da comissão de trabalhadores da empresa.

Pouco antes das 9h00, a polícia voltou a intervir, porque o grupo de grevistas quis impedir que mais autocarros deixassem a estação.

Os ânimos estão, contudo, calmos e o piquete – cerca de 20 coletes vermelhos, onde se pode ler a branco “greve geral” – garante que vai continuar a cumprir “o seu papel, a mobilizar os trabalhadores” para a paralisação.

A PSP mantém-se vigilante, no local.

Eugénio Bernardes não sabe ainda qual o nível de adesão, mas adverte que pode não ser a que os sindicatos esperavam.

“Daqui saíram à volta de 70 carros, o que é normal. Há mais carros para sair e nós continuamos aqui a fazer o nosso papel, a mobilizar para a luta”, afirma à Renascença.