Há cada vez mais estrangeiros a contribuir para o Banco Alimentar

21 nov, 2013 • Ana Lisboa

Campanha online começa esta quinta-feira. Voluntários chegam aos supermercados no fim-de-semana de 30 de Novembro e 1 de Dezembro. Existe ainda a Ajuda Vale, que termina a 8 de Dezembro.
Arranca esta quinta-feira a campanha online do Banco Alimentar Contra a Fome e são cada vez mais os estrangeiros e emigrantes a utilizar esta modalidade para ajudar os mais carenciados.

“Há muitos estrangeiros e emigrantes portugueses que querem ajudar”, refere à Renascença a presidente do Banco Alimentar, Isabel Jonet. É “uma boa forma de ajudar quem mais precisa na sua região”, acrescenta.

Até ao dia 8 de Dezembro, quem quiser pode contribuir através do site www.alimenteestaideia.net e escolher um dos cinco produtos básicos considerados necessários pela instituição.

O aumento do número de pedidos de ajuda chega “por via das instituições”, mas não só. Há “pedidos de apoio directos, que nos chegam por varias vias, como o facebook”, afirma Isabel Jonet, que admite relacionar o aumento “com o acréscimo do desemprego” e “do sobreendividamento das famílias”.

Além da campanha online, vão decorrer outras duas: a 30 de Novembro e 1 de Dezembro, a campanha saco, a tradicional realizada nos super e hipermercados; e a Ajuda Vale, que começa na mesma data e termina a 8 de Dezembro.