O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.

Durão pede rapidez na procura de solução conjunta para países em maior dificuldade

18 out, 2012 • Daniel Rosário

A poucas horas do início do Conselho Europeu, em Bruxelas, o presidente da Comissão Europeia lembrou a urgência de encontrar uma solução para a questão da instabilidade financeira na Zona Euro.
Durão pede rapidez na procura de solução conjunta para países em maior dificuldade
Durão Barroso criticou esta quinta-feira os países que não se sentem directamente afectados pela actual crise por arrastarem os pés em relação a uma solução conjunta.

A poucas horas do início do Conselho Europeu, em Bruxelas, e depois de reunir com os parceiros sociais, o presidente da Comissão Europeia reconheceu que os países com situação sociais mais graves, sobretudo no Sul da Europa, são os que mais pressionam por uma solução, um sentimento de urgência que está longe de ser partilhado noutras latitudes.

“Acredito que não haja em toda a Europa o mesmo sentido de urgência. Alguns países sentem a urgência precisamente por causa da crise social aguda, enquanto outros não têm a mesma percepção. O nosso apelo no Conselho Europeu de hoje é que concretizemos os nossos compromissos em relação ao pacto para o crescimento e empregos, mas também é importante ter tão cedo quanto possível uma solução global para a questão da instabilidade financeira na Zona Euro, isto é extremamente importante", afirmou.

A clarificação de posições em relação à concretização da união bancária, já acordada em Junho mas objecto de interpretações diferentes, é um dos principais temas do encontro de hoje.