O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
Ouvir Emissão
Acabou de Tocar TINA TURNER - THE BEST Acabou de Tocar

Últimas NotíciasPaísMundoPolíticaEconomiaReligiãoCulturaSaúde e CiênciaInfo A-ZEspeciaisSínodoPodcast

Passos diz que Governo impediu que "loucura” das PPP “continuasse"

"Governo impediu que a loucura continuasse" nas PPP

  • Vídeo Ensaio sobre a cegueira, seguido de afogamento

  • Foto

PSD introduziu o tema no debate quinzenal e acusou novamente os socialistas de terem assinado os contratos das parcerias-público privadas rodoviárias.
21-09-2012 12:29
O PSD acusou esta sexta-feira o PS de ter gerado um "regabofe de despesa" com as parcerias público-privadas rodoviárias e o primeiro-ministro defendeu que o Governo, mal tomou posse, tratou de "impedir que a loucura continuasse" nessa matéria.

Este tema foi introduzido no debate quinzenal, no Parlamento, pelo líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, a propósito do imposto sobre estas parcerias proposto pelo secretário-geral do PS, António José Seguro, que o social-democrata considerou ser "a confissão de que a opção pelas parcerias público-privadas estava errada".

Luís Montenegro saudou, por isso, António José Seguro, mas perguntou-lhe como pensa fazer isso, tendo em conta que "os contratos que o PS assinou, muitos deles, quase todos, prevêem que os agravamentos fiscais corram por conta do Estado".

O líder parlamentar do PSD questionou a possibilidade de se conseguir "uma poupança como a que Governo está a efectuar por via da renegociação", referindo que o Executivo "já poupou este ano em cinco renegociações nesta área 1.193 milhões de euros, 338 dos quais esta semana mesmo" e que a poupança esperada em 2013 é de "250 milhões de euros, pelo menos".

Em seguida, o primeiro-ministro afirmou que "o Governo procurou fazer aquilo que tinha de fazer: impedir que a loucura continuasse", mandando parar obras que ainda não tinham arrancado ou que estavam em fase muito primária.

"Parar a sangria, parar o endividamento, parar a loucura. Foi isso que fizemos, num primeiro momento", reforçou Pedro Passos Coelho.

Em seguida, o Governo procurou "reavaliar o que estava contratado e já estava a ser feito" para "alterar o perfil das obras e reduzir encargos futuros", tendo as negociações já efectuados resultado numa poupança "de cerca de 1.100 milhões de euros de encargos futuros", acrescentou.

"Depois, temos no outro lado das concessões a necessidade de diminuir os encargos actualizados líquidos dessas concessões, que chegam a atingir cerca de 8 mil milhões de euros, em valor actual, para os próximos anos", prosseguiu Passos Coelho, reiterando que o objectivo do Governo é reduzir esta verba em "pelo menos reduzir 250 milhões de euros" em 2013.

"A nossa vontade é de a superar, de modo a conseguir que exista um reequilíbrio na redistribuição do risco que foi desequilibrado quando o PS antes de nós reviu esses contratos", rematou o primeiro-ministro.
PARTILHAR

Comentários (5)
  • » lv, lisboa, 21-09-2012 22:10

    A maior PPP, está na forja, com a benção da TROIKA, o Hospital a construir em Chelas para substituir os Hospitais Civis de Lisboa, como é com a benção dos proxone tas já é uma boa PPP....
  • » Estou lixada..., Lx, 21-09-2012 18:35

    Coelho na Mota-Engil, Ferreira do Amaral na LusoPonte, etc, etc... Vira o disco e toca a mesma musica. Estamos LIXADOS!
  • » abeline, porto, 21-09-2012 16:17

    Querem mesmo acabar com as PPP? Contra as minhas próprias ideias, devo admitir que só vejo uma solução, nacionalizem-nas. Afinal de contas apesar de o estado não dever ser um ator da economia, pode e deve assumir algumas coisas, tais como educação, saúde, segurança e claro obras fundamentais para a nação no que diz respeito aos transportes. Senão para que servem os impostos que pagamos (outra das coisas que nunca ninguém lhes exigiu que pormenorizassem). Ao nacionalizar algumas das PPP o estado e NÓS poupa uma boa dezena de milhares de milhões de Euros/ano.
  • » Tretas!, pt, 21-09-2012 13:37

    O que está a impedir é a continua manutenção das estradas, que daqui a 10 anos ficarão completamente degradadas e aí sim, com encargos para as futuras gerações!...Tal e qual o que se passava há 40 anos e que conduziu o país ao estado de termos vias de comunicação todas esburacadas e com elevada insegurança rodoviária! Tratem mas é de renegociar os encargos com os juros (se forem capazes), e não retirando as obras de manutenção que os contratos previam! Assim, até um cidadão leigo na materia, renegociava...Atenção com estes malabarismos que nos irão sair ainda mais caros, a prazo!
  • » AH! SIM?, pt, 21-09-2012 13:25

    Os PSDs estão mais do que metidos nas PPPs e querem sacudir a água do capote! Então porque razão mantém um secretario de estado dos transportes que antes de o ser era funcionario da Caixa BI e teve intervenção na fabricação de alguns dos contratos leoninos para os concessionarios, (bem como em grandes escritórios de advogados de PSDs e CDSs, pagos a peso de ouro pelo Estado), e ainda obteve um diploma de excelência por parte de entidade estrangeira? Têm a lata de vir dizer que estão a renegociar as concessões quando o que estão a fazer é subtrair dos contratos os trabalhos de manutenção das estradas, previstos ao longo dos anos! Mas as "rendas" com juros escandalosos, de 17% e 20% a favor dos concessionarios, essas irão manter-se! Tudo isto com a agravante que daqui a 5 ou 10 anos as estradas ficarão esburacadas, por falta de manutenção! Querem atirar-nos areia para os olhos...
  • PUB

Deixe aqui o seu comentário relativo a este artigo. Todos os comentários estão sujeitos a mediação.

Tem 1500 caracteres disponíveis

Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.


Entrar Renascença V+
Cristiano Ronaldo já tem estátua na Madeira



INFORMAÇÃO      BOLA BRANCA      PROGRAMAÇÃO      MÚSICA      MULTIMÉDIA      OPINIÃO