Corpos das vítimas de Queluz retirados do local a meio da tarde

13 ago, 2012

Suspeito é familiar de dois dos três mortos e entregou-se às autoridades depois do acto.

Os corpos das vítimas do triplo homicídio ocorrido num elevador de um prédio de Queluz, em Sintra, foram retirados do local do crime às 14h25.

Três pessoas - duas mulheres, mãe e filha, e um homem de meia-idade segurança – morreram esta segunda-feira vítimas de um incêndio no elevador da Rua de Timor, em Queluz, alegadamente provocado por um homem que se entregou às autoridades na esquadra da PSP na Mina, no concelho de Sintra, disse à Lusa fonte da PSP.

Os bombeiros foram chamados às 7h10  devido a um fogo que deflagrou no elevador do prédio, adiantou à Lusa o segundo comandante da corporação de Queluz, Luís Santos.

Uma das vítimas do triplo homicídio já tinha sido ameaçada de morte pelo suspeito do crime e andava há cerca de um ano com um segurança privado.

Na origem do triplo homicídio estarão quezílias sobre heranças e partilhas, indicou.

Segundo vários moradores no local, o suspeito morava no mesmo prédio de uma das vítimas e é cunhado dela.